Diário: 27/11/2017

segunda-feira

27

novembro 2017

0

COMENTÁRIOS

segunda-feira

27

novembro 2017

0

COMENTÁRIOS

Primeira parcela do 13º deve ser paga até dia 30

Por , Em Notícias

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Os trabalhadores com carteira assinada devem receber a primeira parcela do 13º salário até o final deste mês e, segundo a Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), a maioria pretende utilizar o benefício para quitar dívidas. Especialistas apontam que essa é uma das saídas mais aconselháveis, mas lembram que as pessoas devem se preparar para outras despesas e evitar um novo endividamento .

Segundo o Ministério do Trabalho, mais de 83 milhões de brasileiros devem receber o 13º salário neste ano, o que irá injetar mais de R$ 200 bilhões na economia. Os dados incluem os empregados com carteira assinada e os aposentados e pensionistas, que também têm direito ao benefício. Cada trabalhador assalariado deverá receber, em média, R$ 2.758,70 até dezembro, enquanto o valor médio a ser pago a aposentados e pensionistas é de R$ 1.923,14.

logo-radioserido3-1

segunda-feira

27

novembro 2017

0

COMENTÁRIOS

Biometria segue até o dia 16 de dezembro em Jardim do Seridó

Por , Em Notícias

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Marcos Dantas destaca que os eleitores que votam em Jardim do Seridó e que ainda não realizaram sua biometria, tem até o dia 16 de dezembro para fazê-la. O Tribunal Regional Eleitoral, para facilitar o acesso do eleitor, montou uma estrutura no Centro de Leitura, que funciona na primeira casa de Jardim do Seridó, na Avenida Dr. Fernandes.

logo-radioserido3-1

segunda-feira

27

novembro 2017

0

COMENTÁRIOS

Titina Medeiros vai estrear o seu espetáculo “Meu Seridó” no dia 30 de novembro

Por , Em Notícias

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Da Tribuna do Norte – No palco, duas mulheres, uma mestiça e outra branca, se enfrentam verbalmente para afirmar as raízes de suas famílias. A atriz Titina Medeiros, que interpreta uma das mulheres, interrompe a cena – esqueceu a fala. Tudo bem. A parte final da peça não está totalmente amarrada. Mas o esquecimento do texto não preocupa.

O ensaio, o segundo do dia, é justamente para resolver detalhes ainda em aberto. Mas na próxima quinta-feira, dia 30 de novembro, tudo estará devidamente ajeitado para a estreia do espetáculo “Meu Seridó”, projeto que nasceu do desejo da acariense Titina de falar de sua região de origem.

A reportagem do VIVER pode assistir a um dos ensaios de “Meu Seridó” e conferir de perto como se desenrolará o espetáculo inédito. No palco, além de Titina, estão Nara Kelly, Igor Fortunato, Caio Padilha e Marcílio Amorim. Os cinco dão vida a um dezena de personagens que constroem de forma dinâmica e bem humorada – mas sem deixar de lado o drama, o poético e alguns aspectos realistas – a história de uma das regiões mais emblemáticas do Rio Grande do Norte.

No texto original do dramaturgo carioca Filipe Miguez – autor da novela “Cheias de Charme” (2012), em que Titina estourou nacionalmente no papel de Socorro –, o Seridó real se mistura com o Seridó mítico e ancestral. A narrativa passa pelo “descobrimento” da região, suas formas de ocupação, o surgimento das primeira famílias, seus conflitos, seus períodos de seca e seu legado social, político e cultural nos dias de hoje.

“Se for pra resumir, o texto mostra o Seridó entre a realidade, o delírio e a nostalgia”, define Titina, que em maio deste ano, no início do processo, chegou a visitar a região junto a Miguez e parte do elenco. Posteriormente, o dramaturgo contou com a colaboração da historiadora Leusa Araújo. Os dois são parceiros de trabalho nas novelas da Globo, justamente com ela realizando a parte de pesquisas. Leusa é seridoense de Caicó. Segundo Titina, sua chegada ao projeto intensificou o processo. “Ela trouxe novas referências e checou informações para que não mostrássemos nada de errado”. Cesar Ferrario, companheiro de Titina, assina a direção. Ele está atualmente em gravação na novela “O Outro Lado do Paraíso” e por isso Dudu Galvão assume as rédeas como assistente de direção.

A história serve como pano de fundo para diversos questionamentos. A peça fala da condição da mulher, dos índios, dos negros. Rebate a ideia de que o Seridó é terra de gente branca e não mestiça. “Os fundadores do Seridó não são brancos. São índios. Como em grande parte do interior do Brasil, eles foram expulsos da região para dar lugar aos bois. É o que estamos vendo acontecer na Amazônia com pecuária”, comenta Titina, que parte do local para chegar ao universal. “Falando da nossa aldeia a gente percebe que consegue falar do mundo”.

Segundo a atriz, a premissa do projeto era montar um espetáculo que desse para apresentar em alpendre, em sítio, assentamento. Em suma, algo que coubesse na mala. “Sabemos que o teatro às vezes intimida. Tiro por minha mãe, que não gosta muito do ambiente pomposo, mas que quando assiste espetáculos na rua ela gosta muito”, conta Titina.

Responsável pelo cenário, figurino e elementos de cena, João Marcelino buscou não cair no óbvio no trabalho artístico. Ele extrai da paisagem da região e da população o colorido e alegria que joga nas vestimentas e arquitetura do palco. “Embora a região seja árida e seca, a gente vê que os moradores são alegres, festivos, sentem orgulho da própria terra. Gostam de andar arrumados. Não esquecemos desse sentimento”, diz Marcelino.

A música do espetáculo é outro elemento que chama atenção. A trilha é original e foi composta por Caio Padilha. Ele usou como referência o universo radiofônico das cidades do interior. “A música sai desse lugar doméstico, que é o rádio, e parte para um lugar macro, mítico. Nesse sentido a rabeca serve para explorar esse ponto dúbio. É um instrumento que tem no seu timbre certo lamento que toca num lugar profundo, ao mesmo tempo que universal”, comenta o músico e ator.

(mais…)

banner_seridopneus-770

segunda-feira

27

novembro 2017

0

COMENTÁRIOS

Com servidores ainda em greve, SindServ faz Assembleia-Geral nesta segunda-feira em Caicó

Por , Em Notícias

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

A diretoria dos SindServ, através do seu presidente Thiago Costa, está convocando todos os servidores públicos municipais de Caicó para uma Assembleia Geral, que acontecerá nesta segunda-feira, dia 27 de novembro, no salão de eventos do CDS, a partir das 8h da manhã.

Na ocasião, estarão sendo discutida as próximas atividades do movimento grevista, que só deve ser suspenso quando os salários do mês de Outubro estiverem pagos a todos os servidores.

_banner-fabricio-otica