Diário: 07/02/2018

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

Bloco Camburão da Alegria arrastou multidão com a orquestra do Magão

Por , Em Notícias

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

_semopcao_2018_436

O bloco Camburão da Alegria, puxado pela Orquestra de Frevo do Ala Ursa do Poço de Santana, arrastou uma multidão pelas ruas de Caicó, no início da noite desta quarta-feira (07), dando uma prévia do que vai ser o carnaval deste ano em Caicó. Os policiais, bombeiros, agentes de segurança, ficaram em concentração desde às 14hs e no início da noite saíram para fazer o percurso dos blocos.

Confira todas as fotos na cobertura do Site Sem Opção

 

_banner-fabricio-otica

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

Governo apresenta à Agência Nacional de Águas obra da Barragem de Oiticica

Por , Em Seridó

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

IMG000000000171436

Uma das maiores obras do Governo do Estado para garantia da segurança hídrica do RN, a Barragem de Oiticica, recebeu na manhã desta quarta-feira (7) a visita de técnicos da Agência Nacional de Águas (ANA).

Acompanhados por uma equipe do Governo, liderada pela Secretária-chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, eles visitaram a construção, no município de Jucurutu, para acompanhar o andamento das obras e certificar-se de que o Estado está se preparando para receber as águas Projeto de Integração do São Francisco (PISF).

Além de receber as águas da transposição, Oiticica deverá abastecer mais 21 cidades da região Seridó. O Governo do RN está elaborando, através de convênio com a ANA no valor de R$ 6,5 milhões, estudos de viabilidade técnica e econômica para a construção da adutora do Seridó. Eles servirão de base para o projeto que beneficiará a população do entorno com a água do reservatório.

Powered by WPeMatico

_banner-fabricio-otica

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

Bento XVI diz em carta que está ‘em peregrinação para a Casa do Senhor’

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

O Papa Emérito Bento XVI, que completa 91 anos em abril, escreveu em uma carta que se prepara para sua “última viagem”. No texto, enviado pelo religioso ao “Corriere della Sera” em resposta à preocupação de leitores do jornal italiano, Joseph Ratzinger ressaltou que está debilitado fisicamente e indicou que não tem muito mais tempo pela frente.

“Na lenta debilitação de minha força física, interiormente estou em peregrinação até a Casa do Senhor”, escreveu o Papa Emérito na carta ao jornal, que o havia informado sobre a tensão dos leitores quanto a seu estado de saúde.

O religioso alemão se declarou emocionado que “tantos leitores desejem saber como ele vai neste último período de vida”.

“É uma grande graça, para mim, estar rodeado, neste último pedaço de caminho, às vezes um pouco fatigante, de amor e de bondade tais que eu não poderia imaginar”, frisou na carta.

Em fevereiro de 2013, Bento XVI abriu mão do papado, em gesto histórico, e se tornou Emérito. Desde então, ele vive em um pequeno monastério no Vaticano, na companhia de quatro religiosas e de seu secretário pessoal Georg Gänswein.

Há dois anos, Gänswein anunciou que o Papa Emérito estava se “apagando como uma vela, lenta e serenamente”. Ele celebra a missa todos dias, reza, recebe poucas visitas e responde a cartas. Além disso, assiste aos noticiários da tarde e lê diários católicos e publicações de teologia.

“Ele já não controla suas mãos, não pode tocar piano, vê muito mal. Mas tem uma lucidez perfeita, se lembra de tudo”, descreveu, no ano passado, um alto funcionário do Vaticano.

 

O Globo

Powered by WPeMatico

banner_seridopneus-770

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

Senado aprova instalação de bloqueadores de celular em presídios

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Por unanimidade, o plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira, 7, um projeto que obriga a instalação, em até seis meses, de bloqueadores de sinal de telefones celulares em presídios de todo o País.

A proposta, que obteve 60 votos favoráveis, faz parte do pacote de medidas para melhorar a segurança pública que vem sendo defendido pelo presidente da Casa, Eunício Oliveira (MDB-CE).

A instalação desses dispositivos já era previsto, mas agora ficou estabelecido que serão usados recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) para custear a compra e manutenção dos aparelhos.

Eunício, que é autor do projeto, agradeceu os senadores pela aprovação da proposta.

“Essa é uma demonstração de que o Senado está dando uma resposta efetiva aos graves problemas de segurança no País. É sinal que estamos no caminho certo”, disse.

O senador Agripino Maia (DEM-RN), que é de um dos Estados que passa por uma escalada na violência, também comemorou a aprovação. “Muitas ordens de violência partem de dentro dos presídios por meio do uso do celular. Ou você quebra a ‘coluna vertebral’ desse tipo de prática ou você transforma o Brasil em um barril de pólvora perto de explodir”, disse.

O texto segue agora para a Câmara. Os deputados, no entanto, devem concentrar esforços nas próximas semanas na reforma da Previdência.

 

Estadão

Powered by WPeMatico

logo-radioserido3-1

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

‘Estão me usando de bode expiatório para prender o Lula’, diz deputado alvo de mandado de prisão

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Alvo de mandado de prisão expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira, o deputado João Rodrigues (PSD-SC) afirmou que, ao determinar sua prisão com base na interpretação de que a pena deve ser cumprida após sentença de segunda instância, a corte quer se blindar em relação ao caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva:

— Estão me usando de bode expiatório para prender o Lula.

O parlamentar garantiu que “fará o que for decidido pela Justiça”, mas disse confiar que os ministros irão rever a decisão ao analisar embargos apresentados pela defesa.

Questionado se vai se entregar à Polícia Federal, o deputado afirmou que está conversando com os advogados:

— Aguardarei o advogado, mas farei, sim, se preciso. Não sou bandido.

O deputado afirmou que está no interior de Santa Catarina, mas não quis informar o nome da cidade. Ele disse que mantém conversas com o advogado para saber que atitude tomar a partir de agora.

— No momento certo irei a Brasília, farei o que for decidido pela Justiça — disse o parlamentar.

Rodrigues foi condenado a cinco anos e três meses de prisão por fraude em licitação por ter autorizado a compra, de forma irregular, de uma retroescavadeira no valor de R$ 40 mil quando ocupou o posto de prefeito interino de Pinhalzinho (SC) por 30 dias em 1999.

Na última terça-feira, a primeira Turma do Supremo rejeitou o recurso apresentado e determinou a execução da pena aplicada pelo Tribunal Federal Regional da 4ª Região (TRF-4). Nesta quarta-feira, expediu o mandado de prisão.

O deputado contesta a condenação, afirma que o então prefeito titular assumiu a responsabilidade pelo ato denunciado e diz que o Supremo mudou interpretações sobre prescrição ao julgá-lo.

 

O Globo

Powered by WPeMatico

banner_seridopneus-770

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

No Twitter, Temer comemora redução de taxa básica de juros

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

O presidente Michel Temer utilizou o Twitter nesta quarta-feira (7) para comemorar a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central que reduziu a taxa básica de juros a 6,75 por cento ano, em nova mínima histórica da taxa Selic, e classificou a medida como um incentivo ao investimento e à geração de empregos.

Temer disse em postagem na rede social que seu governo fez “o dever de casa” e permitiu, dessa forma, que o Banco Central reduzisse a taxa básica de juro da economia.

No início desta noite, o Copom cortou a Selic em 0,25 ponto percentual e sinalizou que o ciclo de afrouxamento na Selic deve acabar já no mês seguinte.

 

Terra

Powered by WPeMatico

logo-radioserido3-1

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

Entidade de juízes pede para STF retirar da pauta auxílio-moradia

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

A Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil) pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) para retirar da pauta da corte uma ação que autorizou o pagamento de auxílio-moradia a magistrados.

O processo ainda não foi pautado, mas a ministra Cármen Lúcia, presidente da corte, avisou a entidades da magistratura que deve colocar o tema para votação em março.

Em 2014, o ministro Luiz Fux deu uma liminar (decisão em caráter provisório) que autorizou o pagamento do auxílio-moradia no valor de R$ 4.378 a todos os juízes do país, mesmo aos que tinham casa própria nas cidades onde trabalhavam, o que tornou a prática legal.

O mérito da ação deve ser discutido no plenário pelos 11 ministros. No entanto, segundo a Ajufe, a entidade precisa fazer uma réplica à manifestação da PGR (Procuradoria-Geral da República) no processo.

Na petição enviada ao Supremo na noite desta terça-feira (6), a Ajufe afirma que “penitenciando-se a defesa técnica por ter verificado somente agora, após a intimação da pauta de julgamento, a ausência da regular instrução do feito, pedem os autores, em questão de ordem, seja o processo retirado de pauta para que, inicialmente, seja promovida a intimação para apresentarem réplica à contestação e contrarrazões ao agravo regimental”.

Conforme a Folha mostrou nos últimos dias, o auxílio-moradia é pago a integrantes do Judiciário que têm casa própria na cidade onde trabalham, como a cúpula da magistratura, o juiz Sergio Moro, da Lava Jato, e membros da PGR, além de ministros do governo Michel Temer.

 

Folhapress

Powered by WPeMatico

banner_seridopneus-770

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

STJ adia julgamento de habeas corpus em favor de Henrique Eduardo Alves

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Após obter na Justiça Federal do Rio Grande do Norte decisão que o beneficiou com a prisão domiciliar, o ex-ministro Henrique Eduardo Alves estava na expectativa do julgamento de habeas corpus contra outro mandado de prisão.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) havia marcado para esta quinta-feira (8) a análise de um recurso do emedebista contra ordem de prisão decretada pela Justiça Federal de Brasília, mandado que o mantém atrás das grades. O julgamento, porém, foi adiado para o dia 20.

 

Época

Powered by WPeMatico

_banner-fabricio-otica

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

Após polêmica, Força e Luz manda embora jogador Denis Vieri

Por , Em Seridó

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

denis-225x300Além de todos os problemas técnicos, com uma campanha muito ruim no Estadual, desde ontem o Força e Luz vive uma polêmica provocada pela chegada de Denis Vieri, que foi anunciado como ex-lateral do Vasco da Gama e do Santos.

Ontem com a chegada do jogador ao treinamento, a desconfiança sobre o currículo do jogador aumentou e no final da manhã de hoje, Ranilson Cristino conversou com Vieri que foi mandado embora junto com quatro jogadores que ele trouxe.

Ranilson Cristino contou ao blog sobre a negociação: ” Ele me ligou dizendo que queria ajudar o Força e Luz, quando eu disse que o clube não tinha condições de pagar salários e dar condições de moradia para um jogador com o currículo dele, com passagens pelo Paraná, Santos, Vasco e pela Europa. Ele disse que  isso não seria problema e que traria quatro jogadores para ajudar o Força e Luz. Depois que surgiu a desconfiança sobre a verdadeira identidade de Denis Vieri, se ele é o verdadeiro ou não, resolvi mandá-lo embora junto com os quatro jogadores que ele trouxe. Tenho mais de 50 anos de história no futebol do Rio Grande do Norte e não vou permitir este tipo de coisa”.

Powered by WPeMatico

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

Xeque-mate no tabuleiro do desembargador Cláudio Santos

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Quando as águas de março fecharem o verão, o desembargador Cláudio Santos definirá se segue no Judiciário ou se vai se aposentar.

A amigos, tem dito que vai deixar o Judiciário, independentemente de projeto político, para alegria da turma que alimenta rancores até hoje em face de suas acertadas medidas de austeridade.

Santos está com um dos nomes mais colocados no tabuleiro geral para o xadrez da eleição deste ano.

As ambições são majoritárias.

Powered by WPeMatico

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

Brasil está entre países com alíquota mais alta de IR para empresas, diz estudo

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou hoje (7) um levantamento comparando a carga tributária para empresas no Brasil e em outros países. Segundo o estudo A evolução histórica das alíquotas de imposto de renda em diferentes países e as potenciais consequências para o Brasil, feito em parceria com a Ernest Young, o Brasil está distante da média mundial de tributação sobre a renda das empresas.

Enquanto a média do imposto sobre a renda pago por empresas nos demais países é de cerca de 22,96%, a alíquota no Brasil chega a 34%. O levantamento indica que, entre 2000 e 2016, a média dos impostos dos países da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) caiu de 32% para 23,98%. Já no Brasil manteve-se inalterada nesse período.

A CNI ressaltou ainda que, recentemente, Estados Unidos e Argentina reduziram a taxação para empresas em seu território.

“De todos os países do mundo, apenas 30 têm alíquotas acima de 30%. O Brasil está isolado. Concorrentes nossos, inclusive na atração de investimentos, como Argentina, Estados Unidos, França e Japão, já reduziram suas alíquotas. Se não fizermos a reforma tributária com redução da carga, nossas empresas que têm investimento no exterior ficarão ainda menos competitivas”, declarou o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade.

A entidade destacou também que as empresas brasileiras com investimentos no exterior pagam à Receita Federal a diferença entre a alíquota dentro e fora do país. Por exemplo, nos Estados Unidos, uma multinacional brasileira paga 21% de imposto sobre a renda, assim como uma empresa canadense ou chilena. No entanto, enquanto a tributação das empresas de outras nacionalidades se encerra no solo norte-americano, a brasileira paga mais 13 pontos percentuais à Receita para completar.

Agência Brasil

Powered by WPeMatico

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

MPRN recomenda redução de gastos com folha de pessoal em quatro municípios

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Gastos com pagamento de pessoal no Executivo chegam a comprometer até 72% da receita no município de Pedro Avelino

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou às prefeituras de Afonso Bezerra, Pedro Avelino, Caiçara do Rio do Vento e Lajes que adotem medidas para a redução de despesas com pessoal, de modo a cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A lei fixa o limite para gastos com o pagamento de servidores em 60% da receita líquida do município, sendo 54% o limite destinado aos gastos com o Executivo.

Segundo a LRF, esses limites devem ser checados a cada quadrimestre, por meio de prestação de contas. Caso exceda o limite de 95% – ou seja, 51,3%, o chamado limite prudencial – é vedado ao prefeito efetuar novas contratações, conceder aumento de salários, criar cargos, alterar estruturas de carreira ou contratar hora extra. Se posteriormente não houver redução dos gastos, a Prefeitura será proibida de realizar novos empréstimos, convênios e garantias de outros entes.

A partir de pesquisas no Diário Oficial Eletrônico, nos exercícios referentes aos anos de 2016 e 2017, o MPRN constatou que os quatro municípios estiveram acima do limite máximo permitido pela LRF: Afonso Bezerra em 2016 tinha 58,85% da folha comprometida, já em 2017 evoluiu para 61,62%; Pedro Avelino chegou a 58,05% em 2016 e a 72,43% em 2017; Caiçara do Rio do Vento comprometeu 55,71% no exercício de 2016 com folha de pagamento e 54,45% no exercício de 2017; e Lajes atingiu 54,89% em 2016 e 54,08% em 2017.

A LRF estabelece que a partir da constatação do excesso referente aos gastos municipais, a Prefeitura terá o prazo de quatro quadrimestres para regularizar sua situação. O cronograma a ser seguido é a redução de um terço do excedente nos dois primeiros quadrimestres e o restante nos quadrimestres seguintes. Todas as quatro prefeituras terão até abril de 2018 para regularizar sua situação, de acordo com os termos da lei.

As medidas de redução devem ser especialmente direcionadas a cargos de comissão, contratos temporários e funções de confiança.

 

Powered by WPeMatico

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

Marun diz que governo aprovará a Previdência com 314 votos

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou nesta quarta-feira (4) que a o governo terá 314 votos para aprovar a reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, a partir da nova versão da proposta apresentada.

Marun concedeu entrevista nesta quarta no Palácio do Planalto, no mesmo dia em que o relator da reforma, deputado Arthur Maia (PPS-BA), apresentou uma nova versão da proposta. A previsão do governo é aprovar o texto até o próximo dia 28.

O ministro foi questionado sobre quantos votos as alterações promovidas pelo relator trarão ao governo. E respondeu que o Planalto terá 314 votos no dia da análise da proposta em plenário, acima do mínimo de 308 exigido para aprovar a reforma.

“314 [votos], que é o que nós vamos ter no dia da votação”, disse o ministro.

Marun voltou a afirmar que o governo ainda precisa de 40 a 50 votos entre os deputados da base de apoio para conseguir aprovar a reforma.

O ministro destacou que o governo considera a ‘possibilidade’ de realizar novas mudanças no texto até o momento da votação em plenário, desde que as alterações tragam novos votos.

“Consideramos que há possibilidade, o governo entende que é natural que o parlamento sugira ainda alguns aprimoramentos ao texto”, disse.

Marun deu como exemplo de eventuais mudanças uma regra de transição para servidores públicos, incluindo policiais, a modificação no acúmulo de aposentadoria e pensão, e a equiparação previdenciária de policiais e agentes penitenciários.

O ministro declarou que a previsão de pensão integral para cônjuges de policiais mortos em ação, já anunciada pelo relator, foi “consensual” entre líderes e teve apoio do presidente Michel Temer.

Marun ainda disse que a nova versão do texto confirmou que a proposta não mudará o regime de aposentadoria do trabalhador rural nem promoverá alterações mo Benefício de Prestação Continuada (BPC), destinado a pessoas com deficiências e pessoas com mais de 65 anos que não tenham meios para se manter.

G1

 

Powered by WPeMatico

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

Ipern convoca os aposentados e pensionistas para o Recadastramento Previdenciário

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

O Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Rio Grande do Norte (Ipern) está convocando os servidores aposentados e pensionistas para que façam o recadastramento dentro do mês de aniversário, evitando o bloqueio no pagamento do benefício. A previdência estadual possui hoje cerca de 50 mil beneficiários, sendo 42 mil aposentados e 8 mil pensionistas.

O presidente do Ipern, José Marlúcio informou que o Recadastramento Previdenciário é obrigatório e utilizado como um instrumento imprescindível no combate a fraudes na previdência: “Os beneficiários da previdência estadual fazem um recadastramento anualmente, no mês do aniversário, isso tem nos ajudado a corrigir irregularidades e evitar pagamentos de benefícios indevidos, como em casos de aposentados e pensionistas que faleceram, mas parentes ou pessoas muito próximas, que tinham acesso ao cartão e senha do banco continuavam recebendo os proventos indevidamente”, e, ressaltou ainda que, além de evitar fraudes, também contribui para a atualização dos dados cadastrais de todos os beneficiários.

O recadastramento poderá ser feito na sede do IPERN, que funciona na Rua Jundiaí, nº 410, Tirol; nas agências de Mossoró, Currais Novos e Caicó, ou nas unidades que funcionam nas Centrais do Cidadão nos seguintes municípios: Parnamirim, Pau dos Ferros, Alexandria, Caraúbas, Assú, Santa Cruz, Nova Cruz, João Câmara, São Paulo do Potengi, São José de Mipibú, Macaíba, Ceará-Mirim e Alto do Rodrigues.

Aposentados e pensionistas, que residem em outros Estados, podem fazer o recadastramento através do site do Ipern, www.ipe.rn.gov.br, obtendo o formulário no link Recadastramento, imprimir e reconhecer a firma com assinatura presencial em Cartório, anexar cópias autenticadas do RG, CPF, um comprovante de residência e certidão de nascimento ou casamento, atualizada em um ano e, enviar à sede do IPERN através dos Correios.

Os que não puderem comparecer por problemas de saúde, idade ou locomoção, deverão nomear um representante através de procuração pública.

Em caso de dúvidas, é importante entrar em contato com o Ipern por meio do telefone (84) 3232-2922, entre 7h30 e 13h30.

Powered by WPeMatico

quarta-feira

7

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

Coordenador do MTST, Guilherme Boulos diz que discussão sobre candidatura a presidente ‘avançou muito’

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Coordenador do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), Guilherme Boulos admite a disposição de concorrer à Presidência pelo PSOL. Segundo Boulos, “avançou-se bastante nos debates junto ao PSOL para que se possa consolidar uma candidatura”. A decisão será anunciada em março.

“Se esse entendimento confluir para uma candidatura, eu vou assumir”, diz.

Aos 35 anos –idade mínima para registro de candidatura presidencial–, ele rechaça a hipótese de aliança com o PT. “Não está colocado.”

A eleição presidencial caminha para uma fragmentação inédita da esquerda, com candidatos de PT, PC do B, PDT e PSOL.

Guilherme Boulos, líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) e cotado para candidato à Presidência – Avener Prado/Folhapress

Folha – O prazo do PSOL para definição de sua candidatura é março. O sr. vai concorrer?
Guilherme Boulos – As discussões com o PSOL têm avançado e também as discussões internas do MTST. A posição que o PSOL tomou em defesa da democracia e contra a perseguição judicial a Lula ajudou no debate. Neste momento, estamos fazendo uma rodada de discussões na base do MTST em todo o país para chegar a uma definição final.

O sr. está disposto a concorrer?
Avançou-se bastante nos debates junto ao PSOL para consolidar uma candidatura. Não tomo definições como essa sozinho. O MTST tem instâncias e uma decisão importante como essa precisa passar por esses passos.

Concluído todo esse processo, o sr. estaria disposto?
​Se o entendimento do MTST for de que isso contribui para o movimento e para o projeto em que acreditamos, se esse entendimento se consolidar junto a outros movimentos com que temos relação muito próxima e também junto ao PSOL, dentro da perspectiva de construir um projeto de esquerda para Brasil, seguramente.

Seguramente, o quê?
Se esse entendimento confluir para uma candidatura, eu vou assumir.

Embora apoie atos pelo direito de Lula concorrer, o sr. não participa dos eventos que lançam a candidatura dele.
O MTST e a Frente Povo Sem Medo têm estado na linha de frente pelo direito de Lula ser candidato. Na esquerda, há espaço para unidade. Neste momento, toda esquerda e o campo progressivo têm que estar unidos contra a reforma da Previdência, contra o golpe e contra a perseguição ao Lula. Mas também há diversidade. E a diversidade da esquerda, de opiniões e propostas, não pode ser anulada.

O sr. havia dito que dificilmente concorreria contra Lula. Acha, então, que ele não conseguirá disputar?
Tenho maior respeito pela trajetória de Lula e a clareza de que sua condenação é injusta e sem prova. Minha defesa é do direito de ele ser candidato.

Então, o sr. não veria problema em concorrer contra Lula?
Como o debate não está consolidado no MTST e ainda não há uma definição fechada da candidatura, prefiro não fazer especulações de como será o processo eleitoral.

Como financiaria a campanha?
É um debate que tem que ser feito. Mas é preciso eliminar esse modelo de campanhas faraônicas. Gerou distorções profundas. Ainda que seja artesanal, é preferível fazer uma campanha com chinelo rasgado do que comprometida com empreiteira.

O PT se deixou contaminar por esse modelo?
O PT cometeu erros e acertos. Como acertos, desenvolveu importantes políticas sociais e de valorização do salário mínimo. Um de seus erros foi não ter enfrentado a lógica desse sistema político, mantendo alianças com partidos que mandam no Brasil desde sempre.

Dada essa avaliação, há alguma possibilidade hoje de o sr. apoiar uma candidatura do PT, do Lula?
Na esquerda, temos que ser capazes de diferenciar unidade e diversidade. Somos solidários e apoiadores do Lula no direito de ele ser candidato. Mas existem diferenças que tivemos oportunidade de colocar inúmeras vezes para o próprio Lula. É de conhecimento público.

Por exemplo?
Se foi possível ter no passado um “ganha-ganha”, ganhavam o andar de cima e o andar de baixo, hoje não é mais. A economia está numa recessão profunda e a sociedade está polarizada. A única forma de assegurar direitos sociais e ter um projeto popular é enfrentar privilégios. Há uma encruzilhada no Brasil. Não é mais possível reeditar acordos, nem composições sociais, do passado.

Existe chance de apoio, já que esses alertas não foram levados em conta?
Apesar de toda injustiça e massacre que o PT tem sofrido nesse período, em especial o Lula, não vejo que haja uma revisão crítica da política que vem sendo feita. Tanto no que se refere a alianças como na necessidade de um enfrentamento maior com a casa grande, com o sistema financeiro.

Então, o sr. acha difícil um apoio formal?
Isso não está colocado. Às vezes, existe uma postura infantil. De um lado, dizer “tem que estar todo mundo junto e quem critica é inimigo”. Do outro lado, o infantilismo é dizer “está tudo errado, tem que se dividir todo mundo, esses caras erraram, não vamos nem sentar à mesa”. É preciso ter maturidade. É plenamente conciliável uma postura política de unidade nos temas que são fundamentais, e inclusive de lealdade, e de colocar com firmeza aquilo que nos diferencia.

O sr. tem medo da pecha de que traiu o Lula?
Estivemos na linha de frente de todas as manifestações contra a condenação do Lula. Estive em Porto Alegre, São Paulo e Rio, em vários atos em defesa dele. Mais do que da boca para fora, como alguns fizeram, fizemos a solidariedade e apoio na prática. O Lula não acha isso. Aventar isso é querer colocar intriga na esquerda.

O seu sogro [metalúrgico filiado ao PSOL] acha que sua eleição seria difícil. O sr. tem esse entendimento?
​Claro, ué. Esta será a eleição mais imprevisível desde 1989. Tivemos um golpe. Há um jogo pesado para que as candidaturas do establishment ganhem, que inclui até tentar tirar o Lula do processo. Só que o lado de lá também tem problemas. Que nome eles têm? É o Bolsonaro? o Bolsonaro não dura duas semanas. É o Geraldo Alckmin, que empurram, empurram e não decola? É o Luciano Huck, o candidato da Globo, de programa de auditório, para governar o Brasil? Esta eleição não será fácil nem para um projeto de esquerda nem para aqueles que deram o golpe.

O sr pretende amenizar sua imagem, que é de duro e agressivo, para uma campanha?
As pessoas são injustas com a minha imagem. Não sou duro, nem agressivo. Brinco com minhas filhas. Tomo cerveja com amigos. Mas também não vou mudar o que sou.

Folha de São Paulo

 

Powered by WPeMatico