Diário: 03/12/2018

segunda-feira

3

dezembro 2018

0

COMENTÁRIOS

Em 2019, ministros do STF ganharão 18 vezes o que brasileiro médio recebe

Por , Em Sem categoria

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Com novo salário de R$ 39,3 mil a partir de janeiro, o rendimento de um ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) vai ser 18 vezes maior do que o rendimento médio do trabalhador no Brasil (R$ 2.155,00), segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O aumento gerou críticas, uma vez que pode inchar as despesas federais em R$ 4 bilhões, segundo técnicos do Congresso Nacional. A reportagem do UOL procurou juristas para analisar a questão: os juízes do STF ganham muito?

Se formos comparar com a Suprema Corte dos Estados Unidos, não necessariamente. Lá, os ministros recebem cerca de R$ 85 mil mensais, porém isso equivale a cerca de quatro vezes o salário médio do norte-americano –uma discrepância bem menor do que a vista no Brasil.

“O Judiciário do Brasil é comprovadamente um dos Judiciários que têm a melhor remuneração do mundo em termos de funcionalismo público. Não só na remuneração, como também na série de vantagens e mordomias que usufrui. Um membro da Suprema Corte na Alemanha às vezes vai ao tribunal de bicicleta”, descreve Gilson Dipp, ministro de outra corte superior, o STJ (Superior Tribunal de Justiça), entre 1998 e 2014. “Se é justo ou não? Acho que a remuneração do Supremo está à altura do desempenho da função.”

Para o jurista, a questão é que, de maneira artificiosa, se colocou o STF como teto e diretriz do funcionalismo, como base para todos os demais aspectos remuneratórios de toda a magistratura dos tribunais superiores, da Justiça Federal, do Ministério Público Federal, Ministérios Públicos Estaduais e Tribunais de Justiça dos estados.

“Enfim, se fosse aumento para os 11 ministros do Supremo, tudo bem. Agora, o Supremo sabe que o aumento pleiteado e que se autoconcedeu não é só para eles. Eles têm plena consciência de que isso desencadeia nova remuneração para todo o funcionalismo público dos três Poderes.”

A jurista Eliana Calmon, primeira mulher a se tornar ministra na história do STJ, assume também que o Judiciário brasileiro paga bem. “Não vou dizer que um juiz ganha absurdos, mas ganha bem no Brasil, sim.” Para ela, os chamados “penduricalhos” aos vencimentos mensais, como auxílio-pré-escolar e auxílio-natalidade, entre outros, “é que são terríveis”.

“Nos estados, esses penduricalhos cada vez aumentam mais. Por exemplo, um juiz do Rio de Janeiro chega a ganhar mais de R$ 100 mil. Ganha mais do que um ministro do Supremo.”

Aumento “ao apagar das luzes”

O anúncio do reajuste salarial do STF foi simultâneo ao da suspensão da liminar que determinava o pagamento de auxílio-moradia de R$ 4.377,00 a juízes de todo o país, inclusive ao magistrado que morasse em imóvel próprio. O mesmo ministro do STF que concedera a liminar em 2014, Luiz Fux, a suspendeu agora.

“O Supremo, através do relator [Luiz Fux], tratou o auxílio-moradia como mera mercadoria de troca. Ou seja, numa ação ordinária em que se estava julgando a constitucionalidade do auxílio-moradia, não se deu nenhuma importância ao aspecto constitucional e se jogou o pacote para trocar por outro pacote, que era o aumento para os ministros do Supremo. O ministro relator tratou o auxílio-moradia como se fosse um cacho de bananas”, critica Dipp.

Fux primeiro deixou essa liminar por quatro anos e agora a cassa sem levá-la ao plenário do Supremo, dizendo simplesmente que a Constituição é adaptável ao momento. Ora, isso não é matéria constitucional para que o Supremo possa se manifestar dessa forma
Gilson Dipp, ex-ministro do STJ

Wálter Maierovitch, jurista e desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Paulo, concorda com Dipp: “Podemos falar em coisas jamais assistidas na Justiça”.

O “jeitinho” do Judiciário

A jurista Eliana Calmon destaca que o auxílio-moradia foi forma de contornar a falta de reajuste salarial efetivo. Os vencimentos dos funcionários do Judiciário não eram corrigidos desde 2014.

O auxílio-moradia sempre foi um absurdo, porque era uma ilegalidade, todo mundo sabia. E o Supremo terminou acoitando [acolhendo] isso, o seu relator, porque precisavam de um aumento [para a magistratura] e o aumento não vinha. Aí deram o auxílio mesmo sabendo que era ilegal e ficaram numa saia-justa. Não sabiam como sairiam dela e então começaram a negociar o aumento para ver se tiravam o auxílio. Isso foi uma forma de conseguir do governo federal um aumento para a magistratura
Eliana Calmon, ex-ministra do STJ

Contudo, Calmon diz que o reajuste para o Judiciário se fazia necessário, mas colocado de outra forma. “O feio foi isso ao apagar das luzes [de um governo], deixando uma conta para o próximo governo. Isso é que foi muito ruim”, pondera.

Embora também avalie que os vencimentos do Judiciário estejam “defasados”, o ex-ministro Dipp considera o momento inadequado, uma vez que as contas públicas estão deficitárias e o país ainda enfrenta grave crise econômica, e critica a posição do presidente Michel Temer (MDB).

“O que deveria fazer um presidente que já sai desgastado? A Constituição diz: passados os 15 dias para vetar ou não vetar a matéria, se o presidente silencia, não faz uma coisa nem outra, quem vai apreciar o veto é o Congresso Nacional”, analisa.

“Ou seja, transfere de novo para o Congresso todo esse ônus de discussão e esse ônus vai cair no futuro Congresso, que pelo menos em tese está atrelado ao novo governo, que tem criticado o aumento de despesas. E esse novo Congresso então vai firmar seu novo entendimento ou não. Agora, o que não pode haver é uma troca pura e simples.”

O desembargador aposentado Maierovitch compartilha a visão de seus colegas e diz que o caso “revela como os juízes da Suprema Corte estão muito distantes daqueles que eles representam, que é o povo”.

É absolutamente importuno e inconveniente, porque a situação do país não admite que outros segmentos tenham reajuste salarial. Aí você cria uma classe de privilegiadosWálter Maierovitch, ex-desembargador do TJ-SP

Como evitar e corrigir distorções?

Segundo os juristas consultados pelo UOL, os chamados privilégios e mordomias, que levam ao pagamento de supersalários em todos os níveis da Justiça, só poderão ser evitados e corrigidos com o aprimoramento do sistema de controle externo do Judiciário.

Esse órgão já existe, chama-se CNJ (Conselho Nacional de Justiça), mas do modo como trabalha hoje não cumpre bem seu papel, dizem os especialistas.

Se esse país fosse minimamente sério e tivesse um efetivo conselho de controle externo do Judiciário, com competência inclusive sobre os ministros do Supremo, coisa que hoje não acontece, o ministro Luiz Fux não teria tal ousadia Wálter Maierovitch, ex-desembargador do TJ-SP

Segundo Maierovitch, o CNJ é um conselho corporativo, que pouco fiscaliza e pune seus pares, porque a maioria dos seus conselheiros são juízes.

Para Eliana Calmon, outra questão a ser combatida é a liberdade hoje dos tribunais estaduais em gerirem como bem querem seus recursos, gozando inclusive da faculdade de ampliarem e concederem mais benefícios aos seus integrantes.

“O CNJ precisava ter ingerência maior sobre os Tribunais de Justiça, coisa que eles nunca quiseram. Acham uma intromissão indevida, porque, como estados, são independentes. Essa briga com o CNJ sempre existiu, desde que o conselho foi criado [em 2004]. Não querem prestar satisfação.”

Uol

Powered by WPeMatico

banner_seridopneus-770

segunda-feira

3

dezembro 2018

0

COMENTÁRIOS

Barco vira no Rio São Francisco e deixa desaparecidos na Bahia; corpo é encontrado

Por , Em Sem categoria

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Três pessoas estão desaparecidas e um morreu após um barco virar no Rio São Francisco, em Xique-Xique, no norte da Bahia, na tarde de domingo (2). As informações são das polícias Militar e Civil.

A Polícia Militar detalhou que o barco, que era de pequeno porte e de madeira, tinha seis homens e virou após um vento forte.

Duas das pessoas que estavam na embarcação conseguiram nadar até a beira do rio e uma delas pediu ajuda de policiais militares. Na ocasião, quatro delas desapareceram e apenas um foi achado, já morto, por equipes da PM, na manhã desta segunda-feira (3).

O homem encontrado foi identificado como Jebson Luiz dos Santos, de 29 anos. O corpo dele será encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica de Irecê, também no norte da Bahia.

Conforme informações da Polícia Militar, o rio está em período de cheia por conta da chuva que cai na região e as condições climáticas são de ventos fortes. A água turva do rio dificulta as bucas e três homens permanecem desaparecidos.

Segundo testemunhas, os ocupantes do barco eram pescadores. Moradores de Xique-Xique estão reunidos em busca dos desaparecidos, junto a equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe/Semi-Árido).

Ainda de acordo com a PM, equipes da agência fluvial de Bom Jesus da Lapa e do Corpo de Bombeiros foram acionados e estão a caminho de Xique-Xique.

Policiais militares durante as buscas no Rio São Francisco, após barco virar e deixar desaparecidos no norte da Bahia — Foto: Central Notícia

Policiais militares durante as buscas no Rio São Francisco, após barco virar e deixar desaparecidos no norte da Bahia — Foto: Central Notícia

Powered by WPeMatico

logo-radioserido3-1

segunda-feira

3

dezembro 2018

0

COMENTÁRIOS

Bandidos invadem agências bancárias e violam caixas eletrônicos na Capital e em CG

Por , Em Sem categoria

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Mais duas  agências bancárias foram invadidas na Paraíba, Os casos aconteceram  em João Pessoa. em Campina Grande  Na Capital, o fato aconteceu no bairro do Bessa, na madrugada desta segunda-feira (3).

As primeiras informações dão conta de que quatro homens invadiram uma agência da Caixa Econômica Federal e,  com um  uso de um maçarico,  violaram um caixa eletrônico e fugiram em um carro de cor prata.

Dentro da agência bancária foram encontradas várias cédulas espalhadas ´pelo chão.

Nesse momento a polícia se encontra no local realizando os primeiros levantamentos.

Em Campina os bandidos utilizaram uma escada para ter acesso uma agência do Banco do Brasil. Eles também violaram um caixa eletrônico e levaram todo dinheiro.

Redação

Powered by WPeMatico

_banner-fabricio-otica

segunda-feira

3

dezembro 2018

0

COMENTÁRIOS

Restam seis vagas: veja quais são os 41 clubes classificados para a Libertadores 2019

Por , Em Sem categoria

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Enquanto esperamos o segundo jogo da final entre River Plate e Boca Juniors para saber quem será o campeão da Libertadores 2018, podemos nos dar o luxo de pensar na edição do ano que vem. Afinal de contas, ela está ganhando cada vez mais forma: dos 47 clubes que vão disputá-la, 41 estão definidos.

Restam, portanto, seis vagas – uma sairá da Argentina, uma do Equador e duas da Bolívia. Além disso, têm o direito de jogar a competição em 2019 os campeões da Libertadores (River ou Boca) e da Sul-Americana (Junior Barranquilla ou Atlético-PR) deste ano.

O sorteio dos grupos e dos confrontos das fases prévias da Libertadores 2019 está marcado para o dia 17 de dezembro, às 21h30 (de Brasília), em Luque, no Paraguai.

Confira a lista completa:

BRASIL

  • Cruzeiro (fase de grupos)
  • Palmeiras (fase de grupos)
  • Flamengo (fase de grupos)
  • Internacional (fase de grupos)
  • Grêmio (fase de grupos)
  • São Paulo (segunda fase)
  • Atlético-MG (Segunda fase)

ARGENTINA

  • Boca Juniors (fase de grupos)
  • Godoy Cruz (fase de grupos)
  • San Lorenzo (fase de grupos)
  • Huracán (fase de grupos)
  • Talleres (segunda fase*)

*Vai direto para a fase de grupos caso o Boca Juniors vença a Libertadores 2018.

BOLÍVIA

  • Jorge Wilstermann (fase de grupos)
  • The Strongest (primeira fase*)

*Ainda pode ser campeão do Clausura e, por consequência, ganhar vaga direto na fase de grupos.

CHILE

  • Universidad Católica (fase de grupos)
  • Universidad Concepción (fase de grupos)
  • Universidad de Chile (segunda fase)
  • Palestino (segunda fase)
  • Deportes Tolima (fase de grupos)
  • Atlético Nacional (segunda fase)
  • Independiente Medellín (segunda fase*)
  • Junior Barranquilla**

*Está na final do Clausura. Se for campeão, vai direto para a fase de grupos.

**Se vencer o Clausura ou a Sul-Americana, vai direto para a fase de grupos. Caso contrário, joga a segunda fase.

EQUADOR

  • LDU (fase de grupos)
  • Emelec*
  • Barcelona de Guayaquil**

*Se for campeão da segunda fase do Campeonato Equatoriano, disputa a fase de grupos. Caso contrário, joga a segunda fase.

**Depende da classificação acumulada do Equatoriano para saber se joga a primeira, a segunda ou a fase de grupos.

PARAGUAI

  • Olimpia (fase de grupos)
  • Cerro Porteño (fase de grupos)
  • Libertad (segunda fase)
  • Nacional (primeira fase)

PERU

Alianza Lima*

  • Melgar*
  • Sporting Cristal (fase de grupos)
  • Real Garcilaso (primeira fase)

*Alianza Lima e Melgar disputam vaga na final do Campeonato Peruano. O vencedor vai para a fase de grupos, e o perdedor, para a segunda fase.

URUGUAI

  • Peñarol (fase de grupos)
  • Nacional (fase de grupos)
  • Danubio (segunda fase)
  • Defensor Sporting (primeira fase)

VENEZUELA

  • Deportivo Lara (fase de grupos)
  • Zamora (fase de grupos)
  • Caracas (segunda fase)
  • Deportivo La Guaira (primeira fase)

Globo Esporte

Você também pode enviar infor

Powered by WPeMatico

logo-radioserido3-1

segunda-feira

3

dezembro 2018

0

COMENTÁRIOS

PRF abre as inscrições do concurso para 500 vagas e altera distribuição de vagas

Por , Em Sem categoria

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) abre nesta segunda-feira (3) as inscrições do concurso público para 500 vagas de policial rodoviário federal. O salário é de R$ 9.473,57.

  • No site do Cebraspe, é possível ver o edital

Do total de vagas, 100 são reservadas para candidatos negros e 33 para pessoas com deficiência.

Os candidatos devem ter graduação de nível superior em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação no mínimo de categoria “B” e que não possua observação de adaptação veicular ou restrição de locais e horário para dirigir.

O policial rodoviário tem jornada de 40 horas semanais e realiza atividades de natureza policial envolvendo fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e demais atribuições relacionadas com a área operacional da PRF.

As inscrições devem ser feitas de 3 a 18 de dezembro pelo site da organizadora, a Cespe: http://www.cespe.unb.br/concursos/prf_18. A taxa é de R$ 150,00.

Podem pedir isenção da taxa candidatos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), membros de família de baixa renda ou doadores de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde.

Locais das vagas

Houve alteração na distribuição de vagas nos estados do Rio Grande do Sul, Rondônia e Roraima. Veja abaixo:

Veja a distribuição das vagas por estados:

  • Acre (17 vagas)
  • Amapá (28 vagas)
  • Amazonas (23 vagas)
  • Bahia (17 vagas)
  • Goiás (27 vagas)
  • Maranhão (18 vagas)
  • Mato Grosso (9 vagas)
  • Mato Grosso do Sul (35 vagas)
  • Minas Gerais (57 vagas)
  • Pará (81 vagas)
  • Piauí (22 vagas)
  • Rio de Janeiro (10 vagas)
  • Rio Grande do Sul (23 vagas)
  • Rondônia (74 vagas)
  • Roraima (15 vagas)
  • São Paulo (19 vagas)
  • Tocantins (25 vagas)

A unidade de lotação do candidato estará vinculada à UF de vaga escolhida no momento da inscrição. O ocupante do cargo permanecerá preferencialmente no local de sua primeira lotação por um período mínimo de 3 anos, exercendo atividades de natureza operacional voltadas ao patrulhamento ostensivo e à fiscalização de trânsito, sendo sua remoção condicionada a concurso de remoção, permuta ou ao interesse da administração.

Etapas do concurso

O concurso terá duas etapas. A primeira etapa compreenderá as seguintes fases:

  • prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;
  • prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;
  • exame de capacidade física, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;
  • avaliação de saúde, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;
  • avaliação psicológica, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;
  • avaliação de títulos, de caráter classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;
  • investigação social, de caráter eliminatório, de responsabilidade da PRF

A segunda etapa será o curso de formação profissional, a ser realizado em locais previamente indicados no edital de convocação.

A prova objetiva e a prova discursiva terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas na data provável de 3 de fevereiro de 2019, no turno da tarde. Na data provável de 30 de janeiro de 2019, será publicado no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/prf_18 o edital que informará a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas.

A prova objetiva terá questões de língua portuguesa, raciocínio lógico-matemático, informática, noções de física, ética no serviço público, geopolítica brasileira, história da PRF, legislação de trânsito, noções de direito administrativo, noções de direito constitucional, noções de direito penal e de direito processual penal, legislação especial e direitos humanos e cidadania.

Todas as fases da primeira etapa, a avaliação biopsicossocial dos candidatos que solicitarem concorrer às vagas reservadas às pessoas com deficiência e o procedimento de verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros serão realizadas na capital da UF escolhida para lotação.

O prazo de validade do concurso é de 30 dias, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final do curso de formação profissional, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período. Portanto, os candidatos aprovados deverão ser convocados para trabalhar dentro desse prazo.

Últimos concursos

Os últimos concursos da PRF para o cargo foram realizados em 2013 e 2009. O de 2013 ofereceu mil vagas e foi organizado pelo então Cespe/UnB. O de 2009 ofereceu 750 vagas, mas acabou preenchendo 1.500 – esse concurso ficou suspenso por dois anos devido a irregularidades nas provas e impasses judiciais.

Polícia Rodoviária Federal (PRF)

  • Inscrições: de 03/12 a 18/12
  • Vagas: 500
  • Salário: R$ 9.473,57
  • Taxa: R$ 150
  • Prova: 03/02/19

Por G1

Powered by WPeMatico

segunda-feira

3

dezembro 2018

0

COMENTÁRIOS

Globo fecha contrato da Libertadores e clubes querem fatia de mercado

Por , Em Sem categoria

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

A Globo, enfim, acertou o contrato de transmissão da Libertadores-2019 na semana passada depois de negociação que durou cerca de seis meses. Outros veículos como Fox Sports, Sports e Facebook que têm direitos sobre jogos no Brasil também fecharam detalhes de seus acordos. Em paralelo, clubes brasileiros já fecharam plano para reivindicar mais dinheiro pela competição justamente baseados nos contratos polpudos gerados pelo mercado brasileiro.

A concorrência pelos direitos dos jogos da Libertadores para o Brasil foi iniciada em fevereiro e finalizada em maio de 2018: a Globo venceu para a TV Aberta, Fox Sports e SporTV para pacotes da TV Fechada, e o Facebook com jogos de quinta-feira. O processo foi tocado pela FC Diez Media, empresa criada pela Perform e pela IMG para negociar os direitos da competição que tinham adquirido da Conmebol.

A questão é que, depois disso, iniciou-se uma longa negociação sobre detalhes dos contratos. Até porque foram estabelecidas mudanças nas condições de transmissão: a Conmebol assumiu poder sobre a tabela, horários e a produção das imagens.

Pelo que o blog apurou, foi mantido o horário de 21h30 para jogos nas quartas-feiras, isto é, 15 minutos antes do atual, como previsto na concorrência. Não foi possível obter outros detalhes dos acordos que agora serão assinados.

Em paralelo, nesta semana, clubes brasileiros se reuniram com a CBF e fecharam que farão uma reivindicação à Conmebol de que parte do dinheiro da emissora seja distribuído por critério de mercado. O modelo é inspirado na Liga dos Campeões que separa 40% do total do dinheiro da TV para ser dividido de acordo com o que cada país gera de renda em direitos de transmissão.

O sistema funciona assim: determina-se a renda obtida com televisão de um país e esse percentual é dividido entre os clubes daquela nação. Times ingleses, por exemplo, levam mais do que os outros na Liga dos Campeões. Dentro da CBF, há o entendimento de que será difícil obter todo esse ganho para os clubes brasileiros, mas poderia se negociar pelo menos uma fatia para ser aprovada no Conselho da Conmebol.

A reunião que vai estabelecer as novas cotas para clubes da Libertadores deve ocorrer na véspera do sorteio da Libertadores, marcado para o dia 18 de dezembro, em Assunção.

Uol

Powered by WPeMatico

banner_seridopneus-770

segunda-feira

3

dezembro 2018

0

COMENTÁRIOS

Resultados da 38ª Rodada do Campeonato Brasileiro – Série A

Por , Em Sem categoria

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Atlético-MG

1 x 0
01/12/2018 19:00

Botafogo-RJ

Flamengo-RJ

1 x 2
01/12/2018 19:00

Atlético-PR

Paraná-PR

1 x 1
02/12/2018 17:00

Internacional-RS

Chapecoense-SC

1 x 0
02/12/2018 17:00

São Paulo-SP

Bahia-BA

0 x 0
02/12/2018 17:00

Cruzeiro-MG

Fluminense-RJ

1 x 0
02/12/2018 17:00

América-MG

Ceará-CE

0 x 0
02/12/2018 17:00

Vasco da Gama-RJ

Sport-PE

2 x 1
02/12/2018 17:00

Santos-SP

Palmeiras-SP

3 x 2
02/12/2018 17:00

Vitória-BA

Grêmio-RS

1 x 0
02/12/2018 17:00

Corinthians-SP

Powered by WPeMatico

segunda-feira

3

dezembro 2018

0

COMENTÁRIOS

Palmeiras 3 x 2 Vitória – Rebaixado quase coloca água no chope palmeirense

Por , Em Sem categoria

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Palmeiras derrotou o Vitória por 3 a 2, neste domingo, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, no jogo que marcou a festa do título brasileiro conquistado pelo time paulista e marcou o recorde de público do Allianz Parque: 41.256 torcedores.

Edu Dracena, Gustavo Scarpa e Bruno Henrique marcaram para o Palmeiras. Yago e Luan fizeram para o time baiano.

O jogo teve a presença do presidente eleito Jair Bolsonaro nas tribunas do Allianz, convidado pela diretoria do Palmeiras para acompanhar a festa do título. Após o jogo, Bolsonaro desceu ao gramado e foi cortejado por alguns jogadores.

A vitória levou o campeão nacional aos 80 pontos. O time baiano foi rebaixado com 37 pontos. Pela primeira vez em sua história, o Palmeiras disputará a Copa Libertadores pela quarta vez consecutiva.

O Vitória encerrou a competição com a pior campanha do clube em campeonatos de pontos corridos. Os 37 pontos, na penúltima colocação, ficaram abaixo dos 38 somados no Brasileirão de 2014.

TUDO É FESTA
A festa começou antes mesmo de a partida começar. Faixas com as cores verde, branca e vermelha preencheram as arquibancadas.

Estrelas amarelas com o ano da conquista dos títulos brasileiros exibiam os dez campeonatos. Uma bandeira com o rosto do técnico Felipão desenhado foi estendida atrás do gol. Jogadores como Moisés e Deyverson pintaram os cabelos com tinta verde.

Com o Palmeiras já campeão e o Vitória rebaixado, o primeiro tempo teve um alto número de finalizações (12 a 7), posse de bola esmagadora para o time paulista (65%), baixo número de faltas (6 a 2) e jogadores dos dois times num ritmo mais lento do que num confronto normal.

COMO FOI
O campeão brasileiro conseguiu sua vantagem apenas no fim da etapa inicial, sem pressionar de forma contundente. Dudu cruzou da esquerda, a bola passou por toda defesa do Vitória e Edu Dracena cabeceou para o gol.

No segundo tempo o Palmeiras impôs mais intensidade ao jogo. Felipão sacou Borja e colocou Deyverson. Scarpa e Dudu começaram a se movimentar com mais rapidez e não demorou muito para o campeão brasileiro ampliar a vantagem, aos 11 minutos. Gustavo Scarpa arriscou de fora da área, a bola desviou na zaga do Vitória e enganou o goleiro João Gabriel.

VITÓRIA BUSCA EMPATE
O Vitória diminuiu aos 25 minutos, depois de um pênalti polêmico marcado pelo árbitro Heber Roberto Lopes. O Palmeiras reclamou que Antônio Carlos fez a falta, mas fora da área. Na cobrança, Yago cobrou e marcou. O gol deu ânimo ao Leão, que chegou aos empate dois minutos depois. Luan recebeu na entrada da área, girou sobre a marcação e bateu forte na saída de Weverton.

Após o empate, o time baiano se manteve no ataque e ficou mais próximo da virada, mas quem chegou ao terceiro gol foi o Palmeiras. Guerra rolou para Bruno Henrique na entrada da área, chutar forte e acertar o canto direito de João Gabriel. Por Agência Futebol Interior

Powered by WPeMatico

banner_seridopneus-770