Diário: 11/01/2020

sábado

11

janeiro 2020

0

COMENTÁRIOS

Deputado do RN ataca jornalista da Globo: “Preço e código de barras na testa”

Por , Em Notícias

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

A jornalista Miriam Leitão, comentarista de Economia do grupo Globo há anos, foi atacada pelo deputado federal general Girão Monteiro, eleito pelo Rio Grande do Norte. O parlamentar respondeu a um comentário feito pelo também deputado Eduardo Bolsonaro, que por sua vez foi motivado pelo texto da jornalista, publicado em sua coluna no jornal O Globo no dia 7 de janeiro. No artigo, Miriam diz que o “Irã é forte mercado do agronegócio e o Brasil trata como “terrorista” a Guarda Revolucionária que nem a ONU define assim”. O filho do presidente não gostou: “Como assim nem a ONU? A ONU é tipo a OAB do mundo. Capaz de num momento como este a ONU querer inovar com audiência de custódia para terrorista, para saber se o soldado americano que o prendeu em flagrante tratou bem o terrorista”, reagiu Eduardo.

Girão, em seguida, decidiu entrar na discussão. “Essa pessoa mostra que tem seu preço, isto é, código de barras, na testa e duplicado em outra parte do corpo. Que asneira!”, disse o parlamentar representante do RN.

Em uma postagem imediatamente anterior a esta, o mesmo deputado potiguar já havia criticado Miriam Leitão pelo mesmo texto. “Caramba! Cegueira ideológica ou funcional? Que absurdo querer transformar em Escoteiros os maiores propagadores do terrorismo no Mundo. Basta! Vamos parar de ler ou assistir esse tipo de ‘jornalista'”, disse.

Do Blog: O deputado Girão perdeu uma grande oportunidade de ficar CALADO.

banner_seridopneus-770

sábado

11

janeiro 2020

0

COMENTÁRIOS

Irã confirma que derrubou avião e matou 176 pessoas “por erro humano”

Por , Em Notícias

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

20200111073523sEXroh

O Irã anunciou neste sábado (11) que seus militares derrubaram sem intenção o avião ucraniano que caiu na quarta-feira (8) perto de Teerã. Na tragédia morreram 176 pessoas. O presidente iraniano, Hassan Rouhani, chamou o desastre de “erro imperdoável”.

Militares informaram que o avião voava perto de um local sensível e foi derrubado devido a um erro humano. O comunicado lido na TV estatal diz que as partes ​​responsáveis serão punidas.

Logo depois, o presidente iraniano, Hassan Rouhani, escreveu em uma rede social que uma investigação interna das Forças Armadas concluiu que a aeronave foi abatida por mísseis. Segundo o líder do Irã, as apurações sobre “essa grande tragédia e erro imperdoável” continuam.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, cobrou um pedido oficial de desculpas de Teerã e pediu que as investigações sobre o desastre continuem.

banner_seridopneus-770