sexta-feira

6

dezembro 2019

0

COMENTÁRIOS

Botão do pânico alertará mulheres quando agressor estiver perto

Por , Em Seridó

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

violênciaAs vítimas de violência doméstica, que estejam sob medida protetiva, poderão ser alertadas em caso de aproximação do agressor graças ao botão do pânico, equipamento que funcionará em conjunto com a tornozeleira eletrônica. Apertando o botão, a vítima também poderá acionar a Central de Monitoramento da Secretaria da Administração Penitenciária (Seap).

O Poder Judiciário, Ministério Público e a Seap criaram uma Portaria para regulamentar a monitoração eletrônica como medida cautelar diversa da prisão ou medida protetiva de urgência. A portaria orienta juízes, promotores, policiais penais e forças de segurança sobre a utilização dos equipamentos.

Segundo o secretário da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio Filho, o número de servidores envolvidos no monitoramento dobrou. A secretaria conta atualmente com 1.650 tornozeleiras.

“Temos 26 botões do pânico para atender a demanda da cidades de  Natal, Parnamirim  e Mossoró, mas já iniciamos licitação para aquisição de mais 200 equipamentos, além de 3 mil tornozeleiras. Essa tecnologia é um mecanismo bastante eficiente para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher”, disse.

Powered by WPeMatico

happy wheels