terça-feira

22

maio 2018

0

COMENTÁRIOS

Casal que desviou de R$ 14 milhões no TJRN tem recurso negado

Por , Em Seridó

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Carla UbaranaA justiça negou nesta terça-feira um pedido feito pela ex-chefe do setor de precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), Carla Ubarana, e seu marido, george Leal; casal condenado à prisão por ter participado de esquema que desviou R$ 14 milhões do Judiciário potiguar.

O casal ficou muito famoso em janeiro de 2012 quando a Polícia deflagrou a operação Judas, que investigava esquema de desvio de dinheiro dentro do Tribunal de Justiça do RN. Dois desembargadores, Oswaldo Cruz e Rafael Godeiro, foram indicados como suspeitos, mas não foram condenados.

A história ficou conhecida em todo o Brasil pela casa, pelo carro e pelo padrão de vida que os dois ostentavam.

Em 2013, os dois foram condenados por fraudes na divisão de Precatórios do TJRN. Segundo a denúncia do Ministério Público, Carla encabeçava um esquema que desviou, de acordo com a sentença, R$ 14.195.702,82 do TJ. Os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz da 7ª vara Criminal de Natal, José Armando Ponte Dias Junior.

Powered by WPeMatico

banner-CDS-1

happy wheels