Fonte BG Arquivo

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Brasil deixou de arrecadar R$ 354,7 bi com renúncias fiscais em 2017

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Com meta de déficit primário de R$ 159 bilhões neste ano e com um teto de gastos pelas próximas duas décadas, o governo teria melhores condições de sanear as contas públicas, de acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU), concedendo menos incentivos para determinados setores da economia. O relatório do TCU das contas do governo em 2017, aprovadas com ressalvas na última quarta-feira (13), revelou que as renúncias fiscais somaram R$ 354,7 bilhões no ano passado.

O montante equivale a 30% da receita líquida do governo no ano e supera os déficits da Previdência Social e do regime de aposentadorias dos servidores federais, que somaram R$ 268,8 bilhões em 2017. Segundo o TCU, 84% das renúncias têm prazo indeterminado, o que faz a perda de arrecadação ser incorporada às contas do governo.

A Lei de Responsabilidade Fiscal determina que cada renúncia fiscal seja custeada com alguma receita, seja com o aumento de outros tributos ou com a alta da arrecadação gerada pelo desenvolvimento da economia. O TCU, no entanto, constatou que 44% dos incentivos fiscais não são fiscalizados por nenhum órgão, o que levou o ministro Bruno Dantas a recomendar que os ministérios da Fazenda, do Planejamento e da Casa Civil montem um grupo de trabalho para verificar a eficácia das renúncias fiscais.

Segundo a Receita Federal, as desonerações (que compõem uma parte das renúncias fiscais) estão estabilizadas em 2018, depois de caírem levemente em 2017. De janeiro a abril deste ano, segundo os dados mais recentes, somaram R$ 27,577 bilhões, contra R$ 27,631 bilhões no mesmo período do ano passado. Os números da Receita são inferiores aos do TCU porque o Fisco leva em conta apenas as renúncias mais recentes e incorpora ao fluxo normal de arrecadação as perdas com regimes especiais instituídos há bastante tempo.

Ineficácia

Tributarista do escritório Peixoto & Cury Advogados, Renato Faria diz que a equipe econômica precisará, em algum momento, rediscutir as renúncias fiscais para continuar a fornecer serviços públicos num cenário de restrição cada vez maior de recursos. “Um dado importante é que o valor da renúncia fiscal que se estimava ter com desoneração da folha de pagamentos superava o investimento da pasta da saúde. Tudo isso quando temos um SUS [Sistema Único de Saúde] deficitário”, critica.

Além das desonerações, o advogado critica os sucessivos programas de renegociação de dívidas de contribuintes, apelidados de Refis, que representam perda de arrecadação por causa dos descontos nas multas e nos juros aprovados pelo Congresso. “Nos últimos anos, muitas empresas passaram por dificuldades para quitar impostos, mas as renegociações sistemáticas nos últimos 15 anos premiam o sonegador e punem o empresário que paga os tributos em dia e tem a competitividade prejudicada”, reclama.

Tributarista do escritório Simões Advogados, Thiago Taborda Simões defende o aumento na fiscalização de contrapartidas por parte das empresas de setores beneficiados por regimes especiais. “A fiscalização não deveria se restringir ao pagamento de impostos, mas também abranger o cumprimento das condições para receberem o incentivo, como geração de empregos, investimentos em tecnologia”, cita.

Segundo ele, a isenção de impostos no meio da cadeia produtiva não beneficia a sociedade. “Esse tipo de isenção bagunça o sistema tributário e cria distorções, porque o custo é assumido pelo setor seguinte da cadeia e repassado para o consumidor, que no fim é quem paga a conta no preço final”, acrescenta.

Reversão

Parte dos benefícios fiscais foi diminuída em maio, para custear a redução de tributos para o diesel após a greve dos caminhoneiros. No total, R$ 4,01 bilhões de desonerações foram revertidos da seguinte forma: R$ 2,27 bilhões da redução do Reintegra (programa de apoio a exportadores), R$ 830 milhões com a reoneração da folha de pagamentos, R$ 740 milhões com o aumento de imposto sobre preparados para a elaboração de refrigerantes e R$ 170 milhões com a revogação do regime especial de produtos destinados à indústria petroquímica.

A disposição em avançar na retirada de incentivos enfrenta resistência da equipe econômica. Em estudo divulgado no fim do ano passado, a Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda (Seae) informou ser contrária à retomada da tributação sobre lucros e dividendos e à reversão parcial do Simples Nacional, regime especial para micro e pequenas empresas que fez o governo perder R$ 13,7 bilhões no ano passado. Para a pasta, as medidas resultariam em elevação da carga tributária e reduziriam a competitividade do Brasil.

Powered by WPeMatico

logo-radioserido3-1

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Árbitro do jogo do Brasil já foi alvo de gremistas por pênalti não marcado

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Foto: Alex Livesey/Fifa/Getty Images

Responsável pela arbitragem na estreia do Brasil na Copa do Mundo da Rússia, o empate por 1 a 1 com a Suíça, o mexicano César Ramos foi alvo de críticas de jogadores brasileiros em dois lances que poderiam ter beneficiado a equipe comandada por Tite: o gol dos suíços e um suposto pênalti para a seleção brasileira. O mundial na Rússia é o primeiro a contar com o auxílio do árbitro de vídeo, o VAR, mas os lances não foram revistos.

No gol da Suíça, anotado pelo meia Zuber logo aos 4 minutos do segundo tempo, ele teria cometido falta no zagueiro Miranda ao empurrá-lo antes de cabecear para o gol. No outro lance, o atacante Gabriel Jesus tentou girar sobre o zagueiro Manuel Akanji dentro da área e foi agarrado, sem que o mexicano tenha marcado o pênalti ou, novamente, o VAR tenha revisto a marcação. Nas duas vezes, jogadores brasileiros gesticularam com o árbitro para que ele consultasse a equipe de arbitragem de vídeo.

“Naquele jogada, se eu tivesse me jogado, talvez marcassem. Tem árbitro de vídeo e resolveram não marcar, é vida que segue”, disse Miranda depois da partida.

Powered by WPeMatico

banner_seridopneus-770

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Com quase 100% das urnas apuradas, Iván Duque é eleito presidente da Colômbia

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

O conservador Iván Duque foi eleito neste domingo, 17, presidente da Colômbia ao vencer o rival Gustavo Petro. Com 99% das urnas apuradas, Duque conta com 53% dos votos e Petro com 41%.

Duque governará um país que acabou de firmar um acordo de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e registra um crescimento na produção de coca e da violência em áreas deixadas pela guerrilha.

Powered by WPeMatico

_banner-fabricio-otica

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Para Tite, ansiedade atrapalhou jogadores do Brasil

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Foto: Damir Sagolj/Reuters

O técnico da Seleção Brasileira, Tite, afirmou que a ansiedade atrapalhou o desempenho do time na estreia hoje (17), em Rostov. Para ele, os atacantes precisam ser mais “frios” na hora da finalização. “A ansiedade bateu forte. Quando apressa demais, a finalização fica imprecisa”, disse.

“Nesse momento, em uma Copa do Mundo, temos que absorver quando toma um gol. Então, serve de aprendizado”, completou o treinador na coletiva de imprensa após o empate de 1 a 1 com a Suíça.

Tite evitou atrair os holofotes para o erro do árbitro, que não marcou falta em Miranda no gol da Suíça, mas afirmou que um erro como aquele “não pode acontecer em um jogo de alto nível”.

Ele também defendeu os jogadores, que reclamaram de forma tímida da falta no lance do gol. Para ele, o time não pode perder o equilíbrio emocional pressionando o árbitro. “Não tem que pressionar a arbitragem. Tem todo um processo [de arbitragem], pessoas que avaliam [os lances] e eu não posso fazer da equipe do Brasil uma equipe desequilibrada”.

Melhor em campo

Autor de um golaço de fora da área, Philippe Coutinho recebeu o troféu de melhor jogador da partida e participou da coletiva de imprensa após o jogo. O camisa 11 brasileiro evitou remoer o resultado ruim de hoje. “Tivemos muitas coisas positivas e agora temos que pensar no próximo jogo”.

Powered by WPeMatico

logo-radioserido3-1

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Abaixo-assinado para fazer com que pagamentos da Cosern voltem a ser aceitos em lotéricas

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Um grupo de potiguares está organizando um abaixo assinado online para fazer com que as lotéricas do Estado voltem a receber os pagamentos das contas de energia emitidos pela Cosern.

“Estamos movimentando esse abaixo assinado para fazer com que as lotéricas do estado do Rio Grande do Norte voltem a receber contas da Cosern, evitando assim o desgaste da população em filas exaustivas nos pontos de pagamento. A rede lotérica é estruturada pra dar o atendimento que a população precisa mas por motivos alheios à rede lotérica a CEF e a Cosern não conseguem fechar acordo. Enquanto não chegam a algum acordo os únicos prejudicados é a população do nosso estado”, diz o comunicado.

Para participar do abaixo-assinado, basta acessar: https://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/41781

Powered by WPeMatico

banner_seridopneus-770

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Presidente do Flamengo topa ser vice de Marina Silva

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Com dificuldade de atrair outros partidos para sua chapa, Marina Silva buscou um aliado fora da política tradicional: o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, nome defendido por líderes da Rede, como o senador Randolfe Rodrigues, para ser o candidato a vice-presidente. Se Marina quiser, Bandeira de Mello avisa que aceitará o posto.

“Agradeço ao Randolfe, mas vou ajudar como a Marina preferir. Não acho o mais provável (ser vice), porque a vaga pode ficar para um partido aliado, mas estou à disposição para qualquer missão, até mesmo para não sair candidato e só ajudar na campanha”, disse o presidente rubro-negro, rindo de um episódio ocorrido quando se filiou à Rede e completou “Eu declarei, como agora, que vou fazer o que a Marina mandar. Aí, as redes sociais dela foram inundadas de torcedores dizendo ‘Marina, manda ele contratar um centroavante’”.

Se virar o candidato a vice, não faltará afinidade de discurso. Instado a falar sobre seu posicionamento político e ideológico, o que vinha evitando fazer como dirigente esportivo, Bandeira de Mello dá opiniões alinhadas ao centrismo de Marina, conjugando bandeiras progressistas com uma visão mais liberal da economia.

“Tenho preocupação com a questão social, com questões ligadas a direitos humanos e ao meio ambiente. E não nego a força das leis do mercado. Não sou favorável a Estado mínimo absoluto, mas a ação do Estado não necessariamente se dá através da posse das ações ordinárias. A iniciativa privada é fundamental, e o Estado estabelece as regras do jogo. E reforma da previdência não é questão ideológica, é matemática”, opinou.

Como Marina, Bandeira de Mello conta já ter votado no PT e no PSDB: “Votei no Fernando Henrique nas duas vezes. Votei no Lula no 2º turno em 1989, e outras vezes no PT, porque desde sempre votei no Gabeira. E votei na Marina nas últimas”.

Por enquanto, o administrador tem discutido estratégias e dado sugestões para a elaboração do programa de governo de Marina. Os dois se conhecem desde que Bandeira de Mello chefiou a área de meio ambiente do BNDES. Depois de se aposentar, foi lançado em 2012 à presidência do Flamengo como candidato de um grupo de empresários que entrou para a política rubro-negra.

Venceu como “outsider”, mas logo rompeu com o grupo que o lançara. Foi reeleito em 2015 com apoio de uma leva de novos associados e também pela composição com forças da velha política do clube. Arranjos em nome da governabilidade que Marina, com uma base de apoios pequena, terá de fazer.

“Isso não será problema para ela. Ela já se posicionou contra a reeleição, os políticos sabem que não vai querer governar em proveito próprio”, disse.

A entrada de Bandeira de Mello na política leva o noticiário sobre o Flamengo a extrapolar as páginas esportivas mais uma vez. Em seu segundo mandato, o presidente escalou o empresário Flávio Godinho como vice de futebol, segundo cargo mais importante no clube. Ex-braço-direito de Eike Batista, ele foi preso em janeiro de 2017, acusado de pagar propina ao esquema do ex-governador Sérgio Cabral. Hoje, Godinho tem de cumprir recolhimento domiciliar noturno.

O Globo

Powered by WPeMatico

banner_seridopneus-770

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Treze partidos devem R$ 32 milhões de eleições passadas

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Com menos recursos para uma nova campanha eleitoral, 13 dos 35 partidos políticos ainda têm de desembolsar recursos para pagar dívidas de disputas passadas. Ao todo, as legendas registram débitos que chegam a quase R$ 32 milhões. Os dados foram obtidos pelo Estado nas prestações de contas de 2017 enviadas pelos partidos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que incluem as dívidas de campanhas assumidas pelas legendas ao fim da eleição.

Pela legislação eleitoral, os candidatos têm até a eleição seguinte, ou seja, quatro anos, para quitar todos os débitos de campanha. As diferentes esferas do partido – municipal, estadual e nacional – não têm obrigação legal de assumir essas dívidas, mas é o que costuma ocorrer.

A sigla mais endividada é o PT, com um rombo de cerca de R$ 25 milhões, o que representa 78% do valor total devido por todas as agremiações. Além dos petistas, também lideram o ranking dos endividados o Avante (R$ 3,4 milhões), o MDB (R$ 1,1 milhão), o PSDB (R$ 848 mil) e o PCdoB (R$ 712 mil). Somente em 2017, os partidos desembolsaram mais de R$ 22,6 milhões com pagamento desse tipo de despesa.

Esses dados, no entanto, ainda podem mudar. Os partidos tinham até 29 de abril para prestar contas ao TSE, mas, após um apelo das legendas, o presidente da Corte Eleitoral, Luiz Fux, estendeu esse prazo até o dia 1.º de agosto. Até lá, são permitidas retificações nas declarações já enviadas.

Neste ano, o Orçamento da União reservou R$ 888,7 milhões para o Fundo Partidário – fundo especial de assistência financeira aos partidos com registro no TSE. Ele é constituído por recursos públicos. Os partidos também podem receber doações de pessoas físicas.

No vermelho. Entre os partidos endividados, a situação financeira do PT chama atenção. A arrecadação do partido piorou nos últimos anos, especialmente após a deflagração da Operação Lava Jato, que atingiu em cheio a cúpula da legenda e levou o Supremo Tribunal Federal (STF) a proibir a doação empresarial em 2015.

Após a eleição de 2014, por exemplo, o diretório estadual do PT de São Paulo registrou dívidas de R$ 55,2 milhões. Somente o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha, que disputou o governo do Estado, encerrou as contas eleitorais com um déficit de R$ 25 milhões.

Em 2016, foi a vez do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, que disputou a reeleição, terminar a campanha com rombo de quase R$ 9 milhões. Os diretórios estadual e municipais de São Paulo respondem por 90% da dívida assumida pelo PT.

No caso de Haddad, o débito vem sendo administrado pelo diretório municipal do PT de São Paulo, que até agora quitou 34% do valor. Segundo o presidente municipal da legenda, Paulo Fiorilo, a conta tem sido paga com repasses da direção nacional do PT e com jantares que têm sido promovidos pelo próprio Haddad.

Em relação ao segundo partido com o maior montante de dívida – o nanico Avante (ex-PTdoB) – a maior parte do prejuízo está sendo pago pelo diretório municipal de Belo Horizonte. Somente no ano passado, a sigla destinou R$ 2,4 milhões para esse fim. Segundo a assessoria do partido, “as dívidas foram assumidas nos moldes permitidos pela legislação” e estão sendo “devidamente quitadas nos prazos e cronogramas informados à Justiça Eleitoral”.

Estadão Conteúdo

Powered by WPeMatico

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Mega-Sena acumula e pagará R$ 35 milhões; veja as dezenas sorteadas

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

O Concurso 2.050 da Mega-Sena, com prêmio previsto de R$ 30 milhões, foi sorteado na noite desse sábado (17) em Pelotas (RS). Nenhum apostador acertou as dezenas 08 31 32 33 38 50.

Trinta e quatro apostas acertaram a quina e cada uma levará prêmio de R$ 75.709,93. Mais de 3,5 mil bilhetes acertaram quatro dezenas e levam prêmio de R$ 1.038,79 cada.

O próximo concurso, que será sorteado na quarta-feira (20), tem prêmio acumulado em R$ 35 milhões. As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) nas lojas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país.

Powered by WPeMatico

banner_seridopneus-770

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Ministério da Saúde confirma surto de toxoplasmose e tenta identificar origem

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Uma equipe do Ministério da Saúde trabalha em campo junto com agentes do governo do Rio Grande do Sul e da prefeitura de Santa Maria na investigação do surto de toxoplasmose identificado no município gaúcho. Os técnicos da pasta devem permanecer na cidade até amanhã (18), quando será feita uma reunião com a equipe de investigação e gestores locais.

De acordo com o ministério, até 7 de junho, foram confirmados, laboratorialmente, 88 casos de toxoplasmose com indício de infecção recente. Já a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul confirma pelo menos 510 casos da doença. Há ainda, em investigação, 212 casos suspeitos.

Além do monitoramento do surto, a pasta informou que implementa ações como: orientações técnicas para notificação, diagnóstico e tratamento; disponibilização de contato permanente com médicos especialistas na doença; e aquisição de insumos para a realização de análises laboratoriais.

“Além de identificar as pessoas doentes, o Ministério da Saúde tem que identificar qual a fonte de infecção, para checar se há algum risco de repetição”, destacou a pasta, por meio de nota.

Água analisada

No início de junho, foram coletadas sete amostras de água em Santa Maria. Quatro foram retiradas de açudes, duas de poços artesianos e uma em vertente d’água. Os técnicos também recolheram duas amostras de lodo dos reservatórios de água e duas de água dos reservatórios em localidades onde existem registros de casos confirmados.

O material foi encaminhado ao Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul para análise em primeira triagem. De lá, as coletas serão encaminhadas para a Universidade Estadual de Londrina, no Paraná, na próxima semana. Os resultados devem ser divulgados em até 15 dias.

Doença

Conhecida como doença do gato, a toxoplasmose, de acordo com o Ministério da Saúde, é causada por um protozoário e apresenta quadro clínico variado – desde infecção assintomática a manifestações sistêmicas extremamente graves.

A infecção em humanos ocorre por três vias: contato direto com solo, areia e latas de lixo contaminados com fezes de gatos infectados; ingestão de carne crua ou mal cozida infectada (sobretudo carne de porco e de carneiro), e infecção transplacentária durante a gravidez.

A toxoplasmose não pode ser transmitida de humano para humano, com exceção das infecções intrauterinas. De acordo com a pasta, cerca de 40% dos fetos de mães que adquiriram a doença durante a gestação são infectados.

A orientação para se prevenir a doença é evitar o uso de produtos animais crus ou mal cozidos, eliminar as fezes de gatos infectados em lixo seguro, proteger as caixas de areia, lavar as mãos após manipular carne crua ou terra contaminada e evitar o contato de grávidas com gatos.

Agência Brasil

Powered by WPeMatico

_banner-fabricio-otica

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

PR não descarta ficar “neutro” sem apoiar ninguém nessas eleições

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

O presidente estadual do PR, João Maia, disse, neste sábado (16), que o partido ainda não sabe quem vai apoiar para o governo nas eleições desse ano inclusive não descartou a possibilidade do partido ficar neutro no pleito.

João Maia está mais preocupado com o projeto de voltar para a Câmara dos Deputados e com as possíveis coligações que garantam condições reais de retomar o mandato de deputado federal. Por isso, ele não descarta liberar o partido para que cada correligionário possa votar em quem quiser.

João Maia tem boa circulação com vários dos pré-candidatos e tem mantido diálogo com todos. A manutenção da neutralidade sinaliza que a legenda está aberta ao diálogo para um possível segundo turno.

Powered by WPeMatico

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Tite revela que Neymar não está 100%, mas destaca recuperação rápida

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Na última entrevista coletiva antes de estrear na Copa do Mundo, Tite não fugiu de sua rotina. Elevou o tom de voz para enfatizar situações, brincou com algumas perguntas, deu voz ao auxiliar Cleber Xavier e admitiu que o trabalho de sua comissão técnica na seleção brasileira foi bem feito nesses quase dois anos no comando.

Por outro lado, o técnico, que goza de imenso prestígio entre jogadores e torcedores, descartou o rótulo de aprovação total na véspera da partida contra a Suíça, neste domingo, às 15h (de Brasília).

– Não sou unanimidade e isso não me envaidece. Tenho respeito, mas muitas pessoas não gostam do meu estilo, não gostam de mim, e com outros eu tenho conflitos e não gosto como seres humanos. Tenho um grupo de pessoas aqui com características que se completam.

O técnico também admitiu que Neymar ainda não está 100% depois de operar o pé direito no dia 3 de março, apesar dos gols marcados nos amistosos contra Croácia e Áustria, e confirmou que o meia Fred não será relacionado para a partida.

– O Neymar não está 100% ainda, mas é muito privilegiado fisicamente. Os índices de sprints em velocidade máxima são impressionantes, ele não perdeu e fez uma recuperação muito boa. Ainda não está em sua plenitude, tomara que esteja logo, mas é um processo bem evoluído em relação ao que esperávamos esuficientemente bom para fazer um grande jogo – ponderou Tite.

Globoesporte.com

Powered by WPeMatico

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Ciro e Alckmin disputam apoio do “centrão”

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

POR JOSIAS DE SOUZA

Impossível tapar o sol com a peneira. A situação política do país é de uma simplicidade estarrecedora. Todo o vendaval da Lava Jato sopra na direção da renovação. Mortalmente golpeados, os partidos perderam a função. A própria política tornou-se tragicamente irrelevante. Entretanto, a mais recente novidade da sucessão presidencial revela que nada de mal acontece ao Brasil que não seja esplêndido perto do que está por vir. Os presidenciáveis Ciro Gomes e Geraldo Alckmin travam nos bastidores uma renhida disputa pelo apoio do DEM e de partidos do chamado centrão, um agrupamento que reúne o que há de mais arcaico na política nacional.

Partidos como PP, PR, PTB, Solidariedade e PRB, identificados com o suborno, o acorbertamento, o compadrio, o patrimonialismo e o fisiologismo percorrem os bastidores das negociações presidenciais como se nada tivesse sido descoberto sobre eles. Representam os valores mais tradicionais da política. E os arranjos esboçados longe dos olhares do eleitorado apontam para a perpetuação dos vícios. Alckmin já fechou com o PTB do ex-presidiário do mensalão Roberto Jefferson. Esforça-se para restaurar a aliança histórica com o DEM. E tenta seduzir o resto do lixão partidário.

Ciro se esforça para atrair o DEM. Simultaneamente, acena para os eleitores do PT, órfãos do inelegível Lula, ao mesmo tempo em que flerta com pelo menos duas legendas do monturo: o PP, campeão do ranking de enrolados na Lava Jato, e o PR do mensaleiro Valdemar Costa Neto. Tenta compensar a retórica hostil ao mercado oferecendo a posição de vice em sua chapa a dois representantes do capital: Benjamin Steinbruch, filiado ao PP, ou Josué Gomes, abrigado nos quadros do PR. O pano de fundo dos movimentos paradoxais é uma disputa pelo tempo de propaganda no rádio e na TV.

A vitrine eletrônica vai ao ar a partir de agosto. Terá uma dimensão fixa: dois blocos de 12min30s —um no início da tarde, outro à noite— sempre às terças, quintas e sábados. Sem contar as inserções de 30 segundos espalhadas ao longo da programação, até totolizar 14 minutos diários por emissora. Quanto maior a coligação partidária, maior o tempo de exposição do candidato. Daí a maleabilidade dos candidatos com a sujeira que enodoa os futuros parceiros.

Tomado pela biografia, Ciro Gomes poderia protagonizar um debate sobre corrupção. Mas o seu PDT, varrido do Ministério do Trabalho na gestão Dilma Rousseff sob a acusação de converter a pasta num ninho de ONGs desonestas, dispõe de exíguos 33s de propaganda eleitoral. Por isso, negocia uma aliança com os 50s de propaganda do PP e os 35s do PR.

O PSDB oferece a Geraldo Alckmin 1min18s de propaganda. Perto do tempo dos rivais, trata-se de um latifúndio eletrônico. Mas é insuficiente para prover ao candidato uma exposição capaz de projetá-lo da quarta colocação nas pesquisas para o segundo turno da eleição. Às voltas com a acusação de receber R$ 10,3 milhões da Odebrecht por baixo da mesa, Alckmin já adicionou ao seu tempo os 33s do PTB do ex-presidiário Roberto Jefferson, o homem-bomba do mensalão.

Insatisfeito, Alckmin frequenta o mercado da baixa política disposto a fechar qualquer negócio. Não descarta nem mesmo a hipótese de celebrar um acordo com o MDB, às voltas com a candidatura inviável do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles. Apinhada de delatados, investigados, denunciados, réus, condenados e presos a legenda de Michel Temer virou lixo hospitalar. Mas dispõe de 1min26s de exposição no rádio e na TV.

Repete-se em 2018 a mesma pantomima de eleições anteriores. Antes de se venderem no horário eleitoral como protótipos do avanço, os candidatos entregam a alma ao atraso em troca de segundos de propaganda. Com isso, em plena crise de compostura, a ética pode se tornar um valor invisível na campanha de 2018. A fome de limpeza e renovação dá lugar ao pragmatismo. A sucessão ingressa mansamente na antessala da frustração. O detrito dá as cartas.

Powered by WPeMatico

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

PF apura ligação de 602 brasileiros com grupos terroristas

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Um relatório reservado da Polícia Federal (PF) mostra que pelo menos 602 brasileiros estão sendo monitorados por suspeita de envolvimento com grupos terroristas internacionais. O documento, um balanço das atividades da instituição, foi enviado para o Ministério da Justiça no final do ano passado, segundo disse ao GLOBO uma fonte com acesso ao material. Naquele período, a PF estava vinculada à pasta — hoje está na alçada do Ministério da Segurança —, e o terrorismo era um dos temas de maior interesse do ministro da Justiça, Torquato Jardim.

No relatório, a polícia levanta a suspeita de que alguns grupos estariam se envolvendo em crimes comuns numa tentativa de angariar fundos para financiar ações de extremistas no exterior. Até recentemente, as acusações mais frequentes eram de que estes grupos se abasteciam de recursos com o contrabando de cigarros e o tráfico de drogas em busca de somas mais expressivas. Agora, eles estariam partindo para outras alternativas, inclusive algumas menos lucrativas como o roubo de carros, sobretudo em São Paulo.

Pelas informações, mantidas em sigilo, os suspeitos estão sendo vigiados em redes sociais, como o Facebook, e em grupos de WhatsApp, entre outras maneiras. Em casos mais específicos, a PF intensifica a vigilância e parte para medidas mais invasivas, como escuta telefônica e até mesmo infiltração de agentes secretos entre os investigados, como aconteceu na Operação Hashtag, durante a Olimpíada de 2016. Em outras situações, a polícia simplesmente acompanha a movimentação diária do investigado até se certificar se as suspeitas iniciais têm ou não algum fundamento.

O GLOBO

Powered by WPeMatico

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Se pudessem, 62% dos jovens brasileiros iriam embora do país

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Num piscar de olhos, a população dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná desapareceria do Brasil. Cerca de 70 milhões de brasileiros com 16 anos ou mais deixariam o Brasil se pudessem, mostra o Datafolha.

Na pesquisa, feita em todo o Brasil no mês passado, 43% da população adulta manifestou desejo de sair do país. Entre os que têm de 16 a 24 anos, a porcentagem vai a 62%. São 19 milhões de jovens que deixariam o Brasil, o equivalente a toda a população de Minas Gerais.

O êxodo não fica apenas na intenção. O número de vistos para imigrantes brasileiros nos EUA, país preferido dos que querem se mudar, foi a 3.366 em 2017, o dobro de 2008, início da crise global.

Os pedidos de cidadania portuguesa aceleraram. Só no consulado de São Paulo, houve 50 mil concessões desde 2016. No mesmo período, dobrou o número de vistos para estudantes, empreendedores e aposentados que pretendem fixar residência em Portugal.

“Há fatores de sucesso e de fracasso que explicam isso”, avalia Flavio Comin, professor de economia da Universidade Ramon Llull (Barcelona).

Um deles é que hoje é mais fácil se mudar: “Na internet dá para ver a rua onde se pretende morar, a sala do apartamento que se quer alugar”.

Há também grande frustração. “O Brasil de 2010 promoveu as expectativas de que nosso país seria diferente. O tombo foi maior quando se descobriu que não estávamos tão bem quanto se dizia.”

Segundo Comin, nos últimos anos seus alunos começaram a pedir cartas de referência para trabalho, “com o claro propósito de mudar permanentemente para o exterior”.

Não só os jovens querem ir embora. Há maioria também entre os que têm ensino superior (56%) e na classe A/B (51%). É o caso da produtora Cássia Andrade, 45, que vendeu seu apartamento e embarca para o Canadá até agosto.

“Não quero virar Uber nem vender brigadeiros. Trabalho com arte há 30 anos e estou em plena fase produtiva. Não faz sentido ficar só porque sou brasileira e não desisto nunca.” Cássia só não fechou sua empresa porque pretende continuar trabalhando com projetos brasileiros.

Essa possibilidade de continuar atuando no Brasil mesmo de fora é um dos fenômenos que atenuam a chamada “fuga de cérebros”, afirma Marcos Fernandes, pesquisador do Cepesp FGV.

Na área acadêmica, os brasileiros passam a trabalhar na fronteira do conhecimento, e exportam esse conhecimento para o Brasil por meio de parcerias e projetos individuais.

Já no caso de profissionais de nível técnico ou empreendedores o intercâmbio é mais difícil. Mas, segundo Fernandes, há evidência empírica de que a saída de talentos é um movimento de curto prazo. “A não ser em casos de guerra civil ou falência do Estado, boa parte deles acaba voltando.”

No médio prazo, portanto, o Brasil pode ganhar profissionais mais bem formados e experientes num período futuro.

João Amaro de Matos, vice-reitor da Universidade Nova de Lisboa, na qual o número de alunos brasileiros é crescente, concorda com a análise.

“Nossa experiência mostra que muitos voltam, e não faz sentido tentar estancar esse fluxo. Os brasileiros mais promissores só vão exercer seu potencial se puderem ser livres para se desenvolver.”

Matos, português que viveu em São Paulo dos 14 anos até se doutorar na USP, cita seu próprio caso: morou na Alemanha e na França, mas hoje está em Portugal e trabalha no Brasil dois meses por ano.

As perdas de curto prazo podem ainda ser minoradas com políticas públicas, diz Fernandes. “O governo precisa criar canais de conexão e participação com os acadêmicos brasileiros no exterior, e gerar estabilidade e crescimento para que os tecnólogos e empreendedores voltem mais rapidamente. Não é o mercado que vai resolver isso.”

FOLHAPRESS

Powered by WPeMatico

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Fernanda Gentil revela sentir muito ciúme da namorada: “Falo para ela trabalhar de burca”

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Com quase dois anos de namoro, Fernanda Gentil está morando há um mês com Priscila Montandon. E com a ida da apresentadora do “Esporte espetacular” para a Rússia, a saudade precisa ser controlada. O ciúme também.

— Dou uma floreada, digo que só estou na atividade, ligada nas paradas, mas a verdade é que sou ciumenta à beça! Ah, não tem como… Todo mundo que olhar pra Priscila vai se encantar, se apaixonar… As pessoas não sentem uma atração real por mim, Fernanda, entendeu? É só a magia de eu estar na TV. Mas ela não se expõe e é surreal de linda! Eu falo pra ela: “Amor, vai trabalhar de moletom, de burca” — brinca Fernanda, em entrevista ao jornal “Extra”.

Cheia de amor, Fernanda relembrou ainda como veio a paixão pela namorada e os motivos que a levaram a assumir a relação homossexual.

— Priscila foi a primeira, única e última mulher da minha vida. De início, eu me vi encantada pelo interior dela: o caráter, a integridade, os valores… Só depois me dei conta: “Putz, isso tudo veio numa carcaça de mulher”. Ser gay é algo recente, um mundo novo. Não tenho interesse por nenhuma outra pessoa, mulher ou homem, porque estou completa, em paz.

BASTIDORES DA TV

Powered by WPeMatico

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Gastaram quase R$ 10 milhões em jatinhos na Câmara dos Deputados

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Os deputados federais têm, além da despesas com passagens aéreas pagas pela Câmara (traduzindo, com o dinheiro do contribuinte), uma verba para ser gasta com jatinhos e aluguéis de helicópteros. Levantamento feito pelo O Globo mostra que, desde fevereiro de 2015, já foram usados R$ 9,9 milhões dos cofres públicos com essa modalidade de transporte.

Em primeiro lugar na lista dos que mais gastaram nesta legislatura está Átila Lins (PP-AM), com R$ 923 mil. Em seguida aparece Paes Landim (PTB-PI),  com R$ 536 mil e em terceiro, Giacobo (PR-PR), que contabilizou R$ 440 mil em gastos com jatinhos.

BR 18 / ESTADÃO

Powered by WPeMatico

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

‘Pessoas de todos os países golpearam o motorista’, diz testemunha após atropelamento em Moscou

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Uma testemunha que estava no local do incidente neste sábado, em Moscou, contou ao Estado que pessoas de todos os países perseguiram a pé o taxista, depois de o motorista atropelar pessoas numa das ruas do centro da capital russa.

O incidente ocorreu no início da noite. Um vídeo mostra como o taxista, numa rua parada pelo trânsito, desviou de uma fila de carros, subiu numa calçada e atropelou pessoas que passavam por ali. O carro apenas parou ao se chocar contra um poste.

O incidente ocorreu nas proximidades da Casa Mexicana, uma espécie de centro cultural do país latino-americano. Raul, um mexicano que estava no local, relatou o que viu. “Estávamos na Casa Mexicana e, de repente, queríamos sair e nos disseram que não poderíamos por conta de um acidente”, disse. “Vimos pessoas jogadas no chão. Eram mexicanos, russos e de muitos países”, afirmou.

Segundo ele, a pessoa tentou escapar. “As pessoas foram as primeiras que começaram a golpear o rapaz. O tiraram do carro. Foram pessoas de todos os países, que viram o que ele fez”.

Para ele, “não há dúvidas” de que se tratou de um “atentado terrorista”. “É lamentável, porque estamos em um ambiente de futebol, de harmonia. Que pena que exista gente psicopata com vontade de atacar as pessoas”, disse.

As autoridades russas anunciaram que o motorista declarou que “adormeceu” ao volante.  Pouco antes, pelas redes sociais, o prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, reforçou a tese do acidente. “Houve um incidente desagradável com um taxi. O motorista perdeu controle”, escreveu.

Pelo menos oito pessoas ficaram feridas e o motorista foi detido. Cinco delas foram levadas ao hospital. Mas não correm risco de morte. Apenas uma das mulheres feridas teria sofrido lesões mais importantes.

A Embaixada do México em Moscou confirmou que dois dos feridos eram torcedoras mexicanas. Mas indicam que apenas tiveram “lesões leves e que seu estado de saúde é estável e fora de perigo”.

De acordo com as autoridades, o motorista era do Quirguistão, um ex-república soviética de maioria muçulmana. A polícia indicou que, sob custódia, ele garantiu que seu ato não foi voluntário. Uma investigação criminal foi aberta. Segundo a agência estatal Interfax, o motorista estaria bêbado.

“Ambulâncias chegaram à cena do caso sete minutos depois do acidente. Por enquanto, oito pessoas foram identificadas como feridas. Sete delas estão em condições satisfatórias, enquanto uma mulher está em uma condição moderada”, declarou os serviços de saúde de Moscou.

ESTADÃO CONTEÚDO

Powered by WPeMatico

domingo

17

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Tite começa a Copa do Mundo como candidato a herói nacional

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn
Tite

Tite durante treino da seleção brasileira. Foto: Wilton Junior/Estadão

 

Almir Leite, enviado especial / Rostov, O Estado de S.Paulo

Fazia tempo que torcida e crítica não confiavam tanto na capacidade de um treinador em levar a seleção brasileira a conquistar a Copa do Mundo. Nem Luiz Felipe Scolari e Carlos Alberto Parreira juntos conseguiram tal feito quatro anos atrás. E olha que o Mundial foi no Brasil. O currículo vitorioso de ambos não os livrou da dúvida, que se mostraria acertada. Com Adenor Leonardo Bachi, a expectativa é diferente. Tite dá início neste domingo ao maior desafio de sua vida. Imenso. Mas a crença de que irá conseguir é bem forte.

Gaúcho de 57 anos, Adenor, ou simplesmente Ade no seio familiar, Gringo para as dezenas de amigos da infância no rincão de São Braz, em Caxias do Sul, que faz questão de conservar, desfruta da confiança de grande parte dos brasileiros.

Pesquisa recente da Kantar Ibope Media mostrou que 66,4% acreditam que a seleção vai ganhar a Copa da Rússia. Muito por causa de Tite.

Ele é conhecido de 89% dos brasileiros, de acordo com outra pesquisa, do Ibope Repucom. Na seleção, só fica atrás dos 97,3% de Neymar. Depois do amistoso Brasil 3 x 0 Áustria, entrevistados pelo instituto Alexandria Big Data deram nota 8,8 a Tite, algo bastante significativa para um treinador.

Até seus críticos andam suaves. Estabeleceu-se uma espécie de Tite Futebol Clube no futebol nacional. “Isso me assusta, sou um ser humano e falho como todo mundo”, disse ao Estado durante conversa em fevereiro. Não é a responsabilidade que o assusta e sim a expectativa criada. “Já me pararam no aeroporto e pediram: ‘Tite, traz o hexa para nós’. É uma carga muito grande.”

Tite é ídolo até mesmo entre os jogadores, que normalmente recorrem a frases protocolares para falar de seus treinadores. Do atual comandante, é comum que falem com admiração. Que o diga a estrela da companhia. “A chegada do Tite mudou a seleção. Todo mundo está se sentindo mais leve. E ele me surpreendeu muito como treinador. É um dos mais bem preparados e melhores com quem trabalhei”, definiu Neymar, quando perguntado sobre Tite, em ocasião passada.

Willian também age como fã ao comentar de Adenor. “Ele é mais do que um técnico, é como um pai, sabe controlar o grupo, é diferenciado. Passa a mensagem correta para os jogadores”, elogiou recentemente. Thiago Silva resume bem o que pensa o grupo. “Tite foi fundamental para a retomada da seleção.”

Essa admiração, o respeito e a confiança no treinador podem ser observados nos treinos. Todos, absolutamente todos, os jogadores do elenco escutam atentamente suas instruções e procuram fazer o que ele diz. Essa foi uma característica dessa fase de preparação iniciada em Teresópolis, Rio, e com passagem extensa por Londres.

Transparente. Sincero. Humano. Tite procura ser sempre assim. E, com olhar aguçado para as questões táticas, aberto a ideias e opiniões daqueles que confia, atento a tudo ao seu redor, ele constrói há dois anos sua história na seleção. Uma história que, a seu ver, começou com dois anos de atraso.

Após o retumbante fracasso do Brasil em 2014, Tite achou que já era sua vez. Havia conquistado títulos do Corinthians, entre eles Libertadores e Mundial, passara ano sabático estudando com alguns dos mais renomados técnicos da Europa e tinha torcida e boa parte da mídia a seu favor. Mas o então presidente da CBF Marco Polo del Nero preferiu dar nova chance a… Dunga.

Tite engoliu a seco, mas não deixou a decepção entalada na garganta. “Entendia que era a minha vez, estava preparado. Fiquei chateado”, externou sem cerimônia a sua frustração.

Powered by WPeMatico

sábado

16

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Preso é flagrado tentando fugir disfarçado de mulher, no Recife

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Um presidiário foi capturado por agentes penitenciários ao tentar fugir de uma das unidades do Complexo Prisional do Curado, na Zona Oeste do Recife, usando uma peruca e roupas de mulher. O caso foi registrado na tarde deste sábado (16), no Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros.

Segundo a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), Cleyton Alberty de Souza Firmino, 20 anos, tentou fugir por volta das 15h, durante a visita conjugal. Usando uma peruca e unhas pintadas, ele tentou sair pela porta da frente do presídio, quando foi impedido por agentes.

Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindasp), o homem usou a identificação que a esposa dele havia ganho para entrar na unidade durante o horário de visitas. “Ele achava que, pela quantidade de gente que estava saindo, ninguém ia notar a presença dele ou pedir identificação”, comenta o presidente da entidade, João Carvalho.

De acordo com a Seres, o detento vai ser submetido ao Conselho Disciplinar da unidade prisional e a carteira da visitante, que estava em posse dele, suspensa.

G1

Powered by WPeMatico

sábado

16

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

RESUMO DA COPA: França, Croácia e Dinamarca vencem; Argentina só empata

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

A rodada de jogos da Copa do Mundo Rússia 2018 reuniu seleções dos grupos C e D, neste sábado (16). Três seleções venceram: França, Dinamarca e a Croácia. A Argentina, que teve um pênalti perdido por Messi, não passou de um empate por 1 x 1 com a Islândia

França e Austrália fizeram um jogo histórico, mas não pela fraca atuação dos campeões de 1998. A tecnologia foi a responsável por garantir a vitória da França por 2 a 1, na primeira partida da rodada deste sábado.

O primeiro gol dos “Bleus”, como os franceses também chamam a sua seleção, foi marcado pelo árbitro após a usar o VAR, o árbitro de vídeo. Foi a primeira vez na história que o recurso foi usado em uma Copa do Mundo.

Powered by WPeMatico

sábado

16

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Mesmo na Copa, Meira Ricci mantém salário de R$ 25 mil do governo federal

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Foto: CBF

Ao mesmo tempo em que está na Rússia para apitar jogos da Copa do Mundo, o único árbitro brasileiro na competição recebe do governo brasileiro salário integral de servidor público.

Sandro Meira Ricci recebe R$ 25 mil mensais como analista de comércio exterior do governo federal. O pagamento, mesmo durante a ausência dele, foi garantido por um despacho publicado no Diário Oficial. O documento autoriza o afastamento de 2 de junho a 17 de julho, mas não lhe suspende o salário.

Procurado pela reportagem, Ricci informou que não se manifestaria sobre o assunto porque a Fifa não permite contato dos árbitros com a imprensa.

Powered by WPeMatico

sábado

16

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

STF arquiva inquérito contra Aloysio Nunes

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

O STF arquivou três investigações da Lava Jato contra Aloysio Nunes, Eduardo Braga, Omar Aziz e Ricardo Ferraço sob a justificativa de falta de provas, publica a Folha.

No caso do ministro das Relações Exteriores, a investigação foi arquivada a pedido da PGR.

Aloysio foi acusado de pedir R$ 200 mil não declarados da UTC para a campanha ao Senado em 2010.

O Antagonista

Powered by WPeMatico

sábado

16

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Mesmo com redução da Selic, juros do crédito caem em ritmo lento

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Mesmo com a redução da taxa básica de juros do país, a Selic, para o menor nível histórico, os juros do crédito ao consumidor caem em ritmo lento. Na próxima semana, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) vai definir a Selic novamente e a expectativa do mercado financeiro é de manutenção da taxa em 6,5% ao ano.

Em maio, após um ciclo de cortes que começou em outubro de 2016, o Copom optou por manter a Selic em 6,5% ao ano. No início desse ciclo de reduções, a taxa passou de 14,25% para 14% ao ano. Entre outubro de 2016 e março deste ano, quando ocorreu o último corte, a Selic caiu 54,4%. Enquanto isso, a taxa média de juros para as famílias caiu 23,6%, ao passar de 74,33% ao ano, em outubro de 2016, para 56,79% ao ano, em abril de 2018. A taxa do cheque especial, uma das modalidades de crédito mais caras, passou de 328,52% para 320,96% ao ano.

No Relatório de Econômica Bancária, divulgado esta semana, o BC explicou que a Selic afeta os juros do crédito por meio de seu efeito no custo de captação, que é o custo que as instituições têm para conseguir dinheiro. “Entretanto, o custo de captação é uma média de diversas taxas de captação, que possuem maior ou menor ligação com a taxa Selic”, diz o BC.

Por exemplo, quando o dinheiro para os empréstimos vêm das cadernetas de poupança, o custo de captação está “bastante” ligado à taxa básica, quando a Selic está abaixo de 8,5% ao ano. Isso acontece porque a remuneração da poupança muda quando a Selic está abaixo de 8,5% ao ano. “O custo médio de captação depende também do volume de depósitos à vista, que não possuem qualquer remuneração – e, portanto, nenhuma conexão com a taxa Selic. Mas o custo de captação das instituições financeiras envolve também a remuneração de instrumentos de captação bastante ligados à taxa Selic, como CDBs [Certificados de Depósito Bancário] indexados ao CDI [Certificado de Depósito Interbancário]”, diz o BC.

Segundo a instituição, mesmo que reduções na taxa Selic sejam repassadas integralmente para as taxas de juros das operações de crédito, a queda nos custos do crédito será menor que dos juros básicos. Isso porque a Selic é apenas um dos ingredientes na formação do custo de crédito. “E, quanto menor for a participação da Selic no custo do crédito, como no caso de modalidades com altas taxas de inadimplência, menor será o impacto em termos percentuais”, diz o relatório.

Na composição das taxas de juros, segundo o BC, o custo da inadimplência responde pela maior parte (38,27%), depois vêm as despesas administrativas (25,55%) dos bancos, os tributos (22,13%) e o lucro (14,04%).

Agência Brasil

Powered by WPeMatico

sábado

16

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Brasil é país mais preocupado com notícias falsas, diz estudo global

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Foto: Agência Brasil

O Brasil aparece como o país mais preocupado com as chamadas “notícias falsas” (fake news) em um estudo global que analisou a realidade de 37 nações. Dos entrevistados brasileiros, 85% manifestaram preocupação com a veracidade e a possibilidade de manipulação nas notícias lidas. A lista é seguida por Portugal (71%), Espanha (69%), Chile (66%) e Grécia (66%). Na opinião dos autores, a polarização política nesses países provocada por eleições, referendos e outros grandes processos de disputa na sociedade podem ter favorecido essa percepção.

Já os menos preocupados com a possibilidade de uma notícia não ser verdadeira ou contar algum tipo de desinformação são Holanda (30%), Dinamarca (36%), Suécia (36%), Alemanha (37%) e Áustria (38%). Os autores destacaram na análise que, diferentemente dos Estados Unidos, a Alemanha passou recentemente por eleições em que a disseminação de notícias falsas não apareceu como um problema grave.

Quando tomada a amostra de forma conjunta, a média geral das pessoas consultadas pelo levantamento preocupadas com a veracidade das informações lidas na Internet ficou em 54%.

O Relatório sobre Notícias Digitais do Instituto Reuters, uma das mais importantes pesquisas do mundo sobre o tema, foi divulgado nesta semana. O levantamento fez entrevistas para identificar hábitos de consumo da população em relação a veículos de mídia e produtos jornalísticos.

Percepção

Os autores da pesquisa apontam uma percepção maior do que a realidade vivida pelas pessoas. Do total dos entrevistados, 58% disseram estar preocupados com notícias “fabricadas” mas apenas 26% conseguiram identificar casos concretos. Essa diferenciação, entretanto, não foi feita por país, não permitindo identificar se essa disparidade ocorre nas nações onde a preocupação foi maior, como no Brasil.

“Quando olhamos para os resultados do nosso estudo, descobrimos que quando consumidores falam sobre ´fake news´ eles estão preocupados também com mau jornalismo, práticas de caça de cliques e enviesamento”, argumentam os autores da pesquisa.

Providências

Mesmo assim, as pessoas consultadas colocaram a necessidade de providências sobre o assunto. Na avaliação dos entrevistados, os principais responsáveis por adotar medidas de combate às chamadas notícias falsas deveriam ser os veículos tradicionais de mídia (75%) e as plataformas digitais (71%).

Na compreensão dos autores, essa percepção estaria relacionada ao fato de muitas reclamações com foco na veracidade ou manipulação estarem relacionadas a mídias tradicionais, e não a conteúdos fabricados por sites desconhecidos.

A adoção de alguma regulação pelo Estado para atacar o problema ganhou aceitação sobretudo entre asiáticos (63%) e europeus (60%). Na Europa, a regulação do tema tem ganhado espaço. No último ano, a Alemanha aprovou uma lei que passa a responsabilidade pela fiscalização de conteúdos falsos e ilegais às plataformas. No Brasil, já há diversos projetos de lei tramitando no Congresso visando estabelecer regras sobre o tema.

Agência Brasil

Powered by WPeMatico

sábado

16

junho 2018

0

COMENTÁRIOS

Maior doador de sangue do planeta é servidor público e reside em Natal

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Matéria do Agora RN. O servidor público Paulo Neris, de 52 anos, é o maior doador de sangue do planeta e mora na capital potiguar. Em entrevista ao programa Cidade Agora, da 94FM, apresentado pelo jornalista Alex Viana, Neris disse que começou a doar sangue nos anos 60 e seguiu o exemplo do seu pai. São 34 anos desta prática humanitária e cristã, de amar ao próximo como a si mesmo, totalizando 269 doações – número que será modificado na próxima semana.

Paulo Neris irá ao Hemonorte fazer a próxima doação e garantir a vida de quatro pessoas – número que uma bolsa de sangue pode salvar. Cristão convicto, Paulo Neris busca seguir o único mandamento deixado por Jesus: “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”. Com o tipo sanguíneo A+, Paulo Neris comentou que doar sangue também é uma forma de perpetuar a existência, pelo fato de muita gente já ter sido salva com o sangue dele.

Para Neris, o mais importante na doação é manter a esperança na vida. “Quem precisa de sangue está gravemente doente”, disse Neris, que já doou sangue em quase todas as capitais do País e até mesmo no exterior. Na qualidade de doador, Paulo Neris avalia que deveria existir mais espaços de coleta de sangue e acredita que o Shopping Center é o lugar ideal para esta atividade porque reúne muita gente de forma confortável.

Conhecedor profundo em doação de sangue, Paulo Neris esboçou lamentação no Dia Mundial do Doador de Sangue, que foi comemorado no dia 14 de junho. O motivo: os baixíssimos estoques de sangue, quando o ideal seria um número de 800 bolsas por dia. Na data comemorativa, Neris aproveitou a ocasião para dar uma sugestão aos administradores de hemocentros: que este ato de amor ao próximo seja feito com hora marcada.

Em todos esses anos como doador de sangue, há um fato que entristece Paulo Neris: a maior parte das pessoas só doa sangue quando é para um ente querido. Nem por isso ele deixará de ser doador: “doarei sangue até a idade máxima permitida, porque quem salva uma vida, salva o mundo”, avisa. No encerramento da entrevista a Alex Viana, Paulo Neris fez um apelo à sociedade potiguar: “doem sangue com amor e alegria”.

Powered by WPeMatico