quarta-feira

23

setembro 2020

0

COMENTÁRIOS

Corpo de Bombeiros atendeu mais de 2 mil ocorrências envolvendo abelhas no RN

Por , Em Seridó

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

41401193_2202020250087763_7573187623968047104_nNos primeiros oito meses de 2020, o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) atendeu um total de 2.173 ocorrências envolvendo enxames de insetos em todo o estado. Os dados foram divulgados pela Diretoria de Engenharia e Operações (DEO) na manhã desta quarta-feira (23). Sabendo que as queimadas registradas nessa época do ano proporcionam que as abelhas saiam do seu habitat natural buscando abrigo em áreas urbanas, a Diretoria de Engenharia e Operações (DEO) também introduziu esse tipo de ocorrência dentro da Operação Abrace o Meio Ambiente (AMA).

O período de reprodução das abelhas – de agosto a fevereiro – aumenta o perigo de ataques devido à incidência de incêndios florestais e por causa da defesa em relação à presença de homens e animais. “Além dos incêndios florestais que ocorrem nesse período, o Corpo de Bombeiros também tem uma preocupação em relação às ocorrências envolvendo abelhas. Esses casos aumentam consideravelmente entre agosto e fevereiro, pois há uma maior produção desses insetos”, explicou o comandante do Serviço Operacional do CBMRN, Major Christiano Couceiro.

Além disso, pensando nos cuidados com os animais e seres humanos, o Major Couceiro ainda alertou a população sobre os perigos envolvendo acidentes com o inseto. “Vale lembrar que as abelhas agem porque são provocadas. Elas precisam se defender. Por isso estamos pedindo a população que evite qualquer tipo de contato, que se afaste das colmeias. Todos os dias, nossos bombeiros intensificam ações contra os ataques de abelhas dentro de residências, escolas, hospitais e estabelecimentos comerciais. No entanto, pedimos que a população não tente agir por conta própria e muito menos exterminar os enxames. O ideal é ligar no 193 e uma equipe especializada irá ao local realizar a captura e depois os animais serão devolvidos a natureza”, finalizou.

Powered by WPeMatico

banner_seridopneus-770

happy wheels