quinta-feira

28

outubro 2021

0

COMENTÁRIOS

Fluvoxamina pode reduzir em até 32% as internações prolongadas por Covid, aponta estudo

Por , Em Seridó

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

O antidepressivo fluvoxamina pode reduzir em até 32% as taxas de hospitalização prolongada e de permanência na emergência de pacientes com Covid-19, aponta um estudo publicado nesta quarta-feira (27) na revista científica “The Lancet Global Health”. O trabalho de pesquisadores brasileiros e canadenses foi focado em pacientes de alto risco, com comorbidades. Além disso, o protocolo do teste previa o uso logo no início da inflamação causada pelo novo coronavírus.

A fluvoxamina é um remédio usado para tratar depressão, TOC (transtorno obsessivo compulsivo) e transtornos de ansiedade. O medicamento só é vendido com receita controlada, foi usado sob supervisão médica nos testes e os pesquisadores alertam que os resultados NÃO devem ser usados como justificativa para qualquer tipo de automedicação.

Powered by WPeMatico

happy wheels