quarta-feira

27

março 2019

0

COMENTÁRIOS

Hospital do Seridó implementa serviço de acolhimento com classificação de risco

Por , Em Sem categoria

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Para ampliar ainda mais a humanização do atendimento à comunidade, o Hospital Regional do Seridó Telecila Freitas Fontes iniciou, nesta segunda-feira (25), o serviço de acolhimento com classificação de risco.

Localizado em Caicó, o hospital busca com a iniciativa cumprir mais uma diretriz da Política Nacional de Humanização. Para isso, foi necessário a realização de um mutirão no último fim de semana para a adaptação da estrutura da unidade – como a instalação de uma sala de acolhimento e de sinalizações direcionais -, a qualificação e capacitação da equipe profissional e desenvolvimento do protocolo de atendimento.

De acordo com a diretora Administrativa do hospital, Vanessa Dias, as melhorias têm como foco levar um serviço de qualidade aos pacientes. “Queremos fortalecer nossos vínculos com os usuários, priorizando o quadro clínico apresentado por eles e humanizando os serviços ofertados”, destacou.

Classificação de risco

A classificação de risco é a identificação de risco dos usuários que procuram atendimento nos serviços de saúde. Ao dar entrada no hospital, o paciente é classificado, recebendo uma prioridade que determina o tempo alvo para seu primeiro atendimento médico. Essa prioridade é baseada na situação clínica apresentada e não na ordem de chegada.

Mais que uma previsão legal determinada pela Portaria 2048 do Ministério da Saúde, a classificação é entendida como uma necessidade para melhor organizar o fluxo de pacientes que procuram as portas de entrada dos setores de urgência e emergência, garantindo um atendimento resolutivo e humanizado àqueles em situações de sofrimento agudo.

Powered by WPeMatico

happy wheels