domingo

22

agosto 2021

0

COMENTÁRIOS

Julgamento de ações contra Bolsonaro no TSE pode ficar para 2022

Por , Em Seridó

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Em guerra com o Palácio do Planalto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem um novo encontro marcado com o presidente Jair Bolsonaro. Em outubro deste ano, o ministro Mauro Campbell vai assumir a Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral, herdando a relatoria de duas ações que tratam do bombardeio de mensagens em massa pelo WhatsApp durante a campanha de 2018. Os processos, movidos pelo Partido dos Trabalhadores e o candidato derrotado Fernando Haddad, aguardam um desfecho há cerca de três anos. Na prática, a lentidão do TSE de julgar definitivamente as ações coloca o fator tempo a favor de Bolsonaro, mas também uma espada na cabeça do presidente.

Em toda a sua história, o TSE já cassou deputados, prefeitos e governadores — mas jamais um presidente da República. “Não estamos cassando chapa de vereador ou prefeito”, compara um ministro, ressaltando que o julgamento da chapa formada por Bolsonaro e pelo general Hamilton Mourão exige não só provas robustas de irregularidades, mas também mais cautela. Por essa lógica, o ideal seria se curvar à vontade popular expressa nas urnas em 2018 — e aguardar se a população vai ou não dar mais quatro anos de mandato ao chefe do Executivo.

Powered by WPeMatico

banner_seridopneus-770

happy wheels