sábado

3

fevereiro 2018

0

COMENTÁRIOS

Lava Jato: apontado como um dos maiores operadores, Raul Schmidt é preso em Portugal

Por , Em Fonte BG

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Apontado como um dos maiores operadores da Operação Lava Jato, Raul Schmidt foi preso na cidade de Sabugal, em Portugal, por volta das 12h30 deste sábado (3). O luso-brasileiro foi preso por equipes da Polícia Federal (PF), da Polícia Judiciária e do Ministério Público Federal (MPF).

Ele estava foragido desde segunda-feira (29), quando a Justiça portuguesa confirmou a extradição dele para o Brasil. O G1 tenta contato com a defesa do preso.
“(…) em trabalho conjunto de inteligência entre a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Interpol, Adidância da Polícia Federal em Portugal e as autoridades portuguesas, ele foi localizado nesta tarde e preso”, disse a PF em nota.

Na 13ª Vara Federal da Justiça Federal, em Curitiba, há dois processos contra Schmidt. As duas ações penais aguardam o resultado do processo de extradição.

O réu é investigado pelo pagamento de propinas aos ex-diretores da Petrobras Renato de Souza Duque, Nestor Cerveró e Jorge Luiz Zelada – todos envolvidos no esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa instalado na estatal.

Além de atuar como operador financeiro no pagamento de propinas aos agentes públicos da Petrobras, o luso-brasileiro também aparece como preposto de empresas internacionais na obtenção de contratos de exploração de plataformas da Petrobras.

 

G1

Powered by WPeMatico

happy wheels