sexta-feira

6

março 2020

0

COMENTÁRIOS

MP do Paraguai não vai acusar formalmente Ronaldinho Gaúcho e irmão após os dois admitirem erro

Por , Em Seridó

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

ronaldinhoO Ministério Público do Paraguai não vai acusar Ronaldinho Gaúcho e o irmão, Assis Moreira, por terem entrado no país com passaportes adulterados. De acordo com os promotores, os dois admitiram o erro — e, assim, a promotoria entendeu que eles “foram enganados em sua boa fé”. A informação foi confirmada nesta quinta-feira (5) pelo Globoesporte.com. Ronaldinho e Assis já poderiam, assim, retornar ao Brasil. Porém, segundo advogados do ex-jogador, ele decidiu ficar no Paraguai até esta sexta-feira.

Ronaldinho e Assis prestaram depoimento nesta quinta. Na noite de quarta-feira, eles foram alvo de uma operação dentro do hotel onde estavam hospedados em Assunção. Os policiais apreenderam os documentos e iniciaram o inquérito. Após o depoimento, a promotoria decidiu usar o “critério de oportunidade”, recurso no Código Penal paraguaio que deixa livre de processo Ronaldinho e seu irmão. Ele é usado quando os suspeitos admitem o delito e não têm antecedentes criminais no Paraguai.

Powered by WPeMatico

banner-CDS-1

happy wheels