terça-feira

12

outubro 2021

0

COMENTÁRIOS

Pátria amada não pode ser pátria armada, diz arcebispo em Aparecida antes de visita de Bolsonaro

Por , Em Seridó

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

O arcebispo de Aparecida (180 km de SP), dom Orlando Brandes, afirmou que “para ser pátria amada não pode ser pátria armada”. A frase foi dita durante a missa desta terça-feira (12), às 9h, a principal celebração no Santuário Nacional do Dia de Aparecida neste Dia de Nossa Senhora. O presidente Jair Bolsonaro, defensor do armamento, é esperado para visita ao santuário nesta terça-feira.

“Hoje é o Dia das Crianças. Vamos abraçar os nossos pobres e também nossas autoridades para que juntos construamos um Brasil pátria amada. E para ser pátria amada não pode ser pátria armada”, disse dom Orlando Brandes.

O arcebispo de Aparecida fez referência ao slogan utilizado por Jair Bolsonaro “Pátria Amada Brasil”. O religioso criticou o que chamou de “criança fuzil”, em referência a fotos recentes do presidente com jovens segurando armas, e ainda criticou o consumismo.

Powered by WPeMatico

happy wheels