sexta-feira

19

outubro 2018

0

COMENTÁRIOS

Polícia Federal pede mais prazo para investigar se facção criminosa está por trás do atentado a Bolsonaro

Por , Em Notícias

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

atentado_bolsonaro

Num documento enviado nesta quinta-feira ao juiz Bruno Savino, a PF pediu mais prazo para investigar a suspeita de que por trás do ataque a Jair Bolsonaro pode estar a maior facção criminosa do país: o Primeiro Comando da Capital. A principal pista surgiu quando os policiais descobriram que, no rol de amigos de Adélio Bispo, havia um “faccionado” do PCC.

No início desta semana, os agentes federais saíram a campo para tentar localizá-lo. Descobriram que ele já não mora mais em Montes Claros. Mudou-se para Campinas, no interior de São Paulo, onde também está baseado um segundo personagem da investigação, amigo do amigo de Adélio, que é apontado pelas autoridades como integrante do PCC.

Fonte: O Antagonista.

banner_seridopneus-770

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

happy wheels