quinta-feira

12

dezembro 2019

0

COMENTÁRIOS

Último adeus ao Padre Erivan reúne familiares, amigos e o clero da Diocese de Caicó

Por , Em Notícias

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Dam-Antônio

Em meio a emoções e homenagens, o clero seridoense, familiares, autoridades civis e população lagoanovense, se despediram de Padre Erivan Primo. Sacerdotes e diáconos, se reuniram em Lagoa Nova/RN, para celebrar missa de corpo presente de Pe. Erivan Primo, que faleceu no fim da tarde de terça-feira (10), em hospital na capital potiguar, onde estava internado durante um certo tempo.

Durante toda o dia de hoje (11), em símbolo de luto, bandeiras da prefeitura permanecem colocadas em meio mastros e pano preto em cima da placa, onde fica o brasão do município,  afixado  na parte da frontal do prédio. No período da manhã, na igreja Matriz de São Francisco, aconteceu velório do religioso que nasceu na comunidade Canta Galo.

Por volta das 11 horas, a cerimônia fúnebre tive início, sob a direção do Bispo Diocesano Dom Antônio Carlos Cruz, que em sua homilia, destacou a paixão e o zelo do Pr. Erivan com o patrimônio da igreja. O líder Episcopal Diocesano, mesmo sabendo da gravidade da enfermidade, mantinha fé na recuperação da saúde do sacerdote. “Sei que o momento é doloroso, mais aquele que nos chamou para avida, também é fiel ao nos chamar para a eternidade“, disse.

Por ter mais afinidades, o Pe. Ivanoff foi escolhido para dá testemunho das amizades, personalidade, devoção, costumes e o amor que o vigário natural de Lagoa Nova/RN nutria pelos pai e irmãos, algo constante durante sua trajetória desde época do seminário, iniciado em fevereiro de 1986, passando pelas vivencias em paroquias de Serra Negra/RN, Jucurutu/RN, Cerro Corá/RN, Currais Novos/RN e Tenente Laurentino Cruz/RN. “Padre Erivan era um homem fechado, mais um amigo, que amava nossa senhora, a família e trabalhou muito nas igrejas por onde passou”, ressaltou.

Após a encomendação, já passando do meio dia, o corpo do primeiro padre lagoanovense foi conduzido por seus colegas de batinas, depois, o cortejo seguiu pela avenida Dr. Sílvio Bezerra de Melo, até o cemitério Padre Cícero, onde aconteceu o sepultamento.

Por Eliabe Alves – O Jornal da Serra

banner_seridopneus-770

happy wheels