Chuvas superam 100mm em várias regiões do RN e elevam recargas de reservatórios

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Domingo, 19 de março, dia de São José, com registros de chuvas em todas as regiões do Rio Grande do Norte. Os maiores acumulados superaram os 100 milímetros em 3 das quatro regiões do estado. O município de Brejinho (Agreste Potiguar) foi o que mais choveu, com 115,6mm, seguido de Lajes (Central Potiguar) com 106mm, Baía Formosa (Leste Potiguar) 101mm e Alexandria (Oeste Potiguar), 79,4mm. Na capital potiguar choveu 55,9mm. As chuvas que estão ocorrendo por todo o RN já trazem reflexo no volume dos pequenos e médios reservatórios que começam a sangrar e levar águas aos mananciais de grande porte. Para os fiés, a ocorrência de chuva no dia de hoje significa um ano de boa safra e colheita.

Os dados são do Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) referente ao período de 24h, sendo das 9h15 do sábado (18) até o mesmo horário deste domingo.

As chuvas resultam da atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCTI), principal sistema meteorológico pela formação de nuvens de chuva. “A previsão para o domingo é de céu parcialmente nublado com chuva em todas as regiões. O cenário para os próximos dias é favorável para continuidade das chuvas com regularidade e boa distribuição em todo o estado”, comentou o chefe da unidade instrumental de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot. “A tendência é de chuvas com volumes de normal a acima do normal nesse trimestre março, abril e maio de 2022”, completou.

*Recarga aos reservatórios do RN*

Entre os reservatórios monitorados pelo Instituto de Gestão das Águas do RN, o açude Beldroega, localizado em Paraú, com capacidade para 8.057.520 m³, atingiu 100% da sua capacidade e começou a verter águas (sangrar), que ajudarão a aumentar o volume da Barragem Mendubim, localizada em Assu.

A barragem Dinamarca, localizada em Serra Negra do Norte, também começou a sangrar durante este final de semana, o reservatório atende ao abastecimento da cidade e possui capacidade para 2.724.425 m³.

Outros reservatórios de menor porte também já começaram a sangrar por todo o Estado, como o açude Merejo, localizado em Doutor Severiano; barragem Macambira, localizada na zona rural de Caicó; e do açude Pessoa, localizado em São Miguel.

Entre os mananciais monitorados pelo Igarn, o açude boqueirão de Parelhas também começou a receber águas e aumentou 7,0 centímetros na sua lâmina de água, acumula atualmente 3,784 m³, que correspondem a, aproximadamente, 5% da sua capacidade, que é de 84,79 milhões de metros cúbicos. Apesar do baixo volume, a informação é positiva para a população, pois o reservatório ainda não havia tido aporte hídricos na atual quadra chuvosa.

O açude Dourado, localizado em Currais Novos, que estava seco até a última terça-feira, também começou a receber águas e já acumula, aproximadamente, 500.000 m³, percentualmente, 4,84% da sua capacidade total, que é de 10,32 milhões de metros cúbicos.

O maior reservatório do RN, a Armando Ribeiro Gonçalves acumula, aproximadamente, 1.182.250.000 m³, correspondentes a 49,82% da sua capacidade, na última segunda-feira (13), a barragem estava com, aproximadamente, 1.176.440.000 m³, equivalentes a 49,57%.

A barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do estado, também está recebendo águas e acumula 230.730.000 m³, percentualmente, 38,47% da sua capacidade, que é de 599,71 milhões de metros cúbicos. No início da semana, o reservatório estava com 217,17 milhões de metros cúbicos, que correspondem a 36,21% da sua capacidade total.