Governo reduz para 1% projeção de crescimento do PIB em 2016 e salário aumentará mais 1 real

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, revelou hoje (27) uma estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos em um país) diferente da que constava da proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016, enviada ao Congresso em abril deste ano. O ministro apresentou projeções revistas do cenário econômico, que preveem que o PIB crescerá 1%, e não mais 1,3%, como havia sido calculado.

Outra mudança nas projeções diz respeito ao salário mínimo – que deveria chegar a R$ 854 no ano que vem. O valor foi elevado em R$ 1, para R$ 855. Atualmente, o salário mínimo é R$ 788. As demais projeções da proposta da LDO de 2016 são inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 5,6%. A Selic, taxa básica de juros da economia, deve ficar em 11,5% ao ano. O câmbio foi projetado em R$ 3,30. Para 2015, as previsões são queda de 1,2% do PIB, IPCA em 8,26% e Selic em 13,25%. O câmbio, para a equipe econômica, encerrará este ano cotado a R$ 3,22.

banner_seridopneus-770