quinta-feira

1

julho 2021

0

COMENTÁRIOS

Governo Bolsonaro é alvo de nova denúncia sobre compra de vacina

Por , Em Seridó

Compartilhar paraShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Após a suspeita de corrupção envolvendo a compra da vacina indiana anti-Covid Covaxin, o governo de Jair Bolsonaro se tornou alvo de uma nova acusação referente à aquisição de imunizantes para conter a pandemia.

Um representante da empresa Davati Medical Supply revelou ao jornal Folha de S. Paulo que o diretor de logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, pediu propina de US$ 1 (o equivalente a R$ 5 pela cotação atual) por cada dose em uma negociação para compra de 400 milhões de vacinas da AstraZeneca.

Segundo Luiz Paulo Dominguetti Pereira, que diz ser representante da Davati, o pedido ocorreu durante um jantar em um restaurante de Brasília (DF) em 25 de fevereiro, quando o Brasil já acumulava mais de 250 mil mortes por Covid-19.

“Ele [Dias] me disse: ‘Pensa direitinho, se você quiser vender vacina no ministério tem que ser dessa forma’”, contou Dominguetti, de acordo com a reportagem da Folha. Em seguida, o jornal questionou qual seria essa “forma”. “Acrescentar US$ 1”, afirmou o representante.

Powered by WPeMatico

happy wheels